Taxa de registro de imóveis

Você já ouviu falar em taxa de registro de imóveis?

Quais despesas devem ser levadas em conta ao se adquirir um imóvel? registro de imóveis

Entre todas as despesas, a taxa de registro de imóvel pode ser a que causa mais dúvidas para os compradores.

Negociações de imóveis é sinônimo de elevadas despesas para além do preço do imóvel propriamente dito.

Isso se dá porque, no Brasil, há uma série de leis a respeito da venda de imóveis.

Elas abrangem desde acordos de venda e compra em  inventário até escritura e taxa de registro do imóvel.

Quando um comprador adquire um imóvel apenas com o contrato de compra e venda, ela passa a possuir a residência e posse do imóvel, mas não é proprietário.

Assim, para ser considerado proprietário de um imóvel é necessário que o mesmo seja registrado em cartório.

Esse processo, como outros tantos, envolve o pagamento de um valor, conhecido como taxa de registro de imóvel.

Por isso, é essencial que no momento de adquirir uma propriedade, o comprador leve em consideração os custos que vão além do valor do imóvel.

O que é a taxa de registro de imóvel?

Ao adquirir um imóvel, além do contrato de compra e venda, é necessário providenciar a escritura e o registro do imóvel. para esse segundo, é necessário que após lavrada a escritura, ela seja registrada em um cartório.

Assim, sua escrita terá valor jurídico e te assegurará como proprietário da residência.

No entanto, esse procedimento abrange o pagamento da taxa de registro de imóvel.

Calcular a taxa de registro de imóvel é uma tarefa relativamente simples.

O valor dessa taxa é tabelado e cada estado possui uma forma de cobrança diferente.

Para consultar as tabelas, basta clicar no site do Instituto de Registro Imobiliário do Brasil

Contudo, um ponto importante a se ressaltar é que a cobrança varia de estado para estado e também de acordo com o valor do imóvel.

Além disso, é muito importante lembrar que esses valores eram cobrados com base no valor venal do imóvel e hoje em muitos municípios já se cobram o valor real do imóvel.

Agora uma boa notícia:

A taxa de registro de imóvel para um comprador de primeira viagem tem desconto!

É isso mesmo, compradores que estão comprando seu primeiro imóvel podem conseguir alguns descontos nas taxas.

Garantidos pela lei nº 6.941/81 determina que o comprador tem direito a obter 50% dos custos relacionados à regularização no cartório.

No entanto, existem exigências para que esse desconto seja adquirido, como a aquisição ser concluída pelo sistema financeiro de habitação.

Deste modo, para conseguir diminuição no valor na taxa de registro e escritura é necessário declarar que se está adquirindo o primeiro imóvel e por meio do sistema financeiro de habitação.

Geralmente, isso pode ser obtido através de um atestado fornecido pelo banco.

Desta maneira, basta apresentá-lo em cartório e os descontos do primeiro imóvel são concedidos.

Alguns estados do país exigem outros documentos comprobatórios, por isso é importante verificar isso com a instituição financeira. registro de imóveis

É importante lembrar que essa documentação deve ser providenciada antes do pagamento de qualquer taxa.

Vale ressaltar que junto a taxa de registro de imóveis ainda é necessário gastar com reconhecimento de firma, emissão de certidão do imóvel além da própria mudança e novos móveis se for o caso.

Assim, busque por imóveis cujo valor da entrada não corresponda a todas as suas economias.

Para finalizar deixo uma frase de Winston Churchill:
“o sucesso não é definitivo, e o fracasso não é fatal: o que importa é a coragem para seguir em frente”.
Um forte abraço. Sucesso!

Deixe seu comentário