Veja como o comportamento do consumidor no Mercado Imobiliário mudou com a pandemia

As situações que enfrentamos nos últimos meses geraram marcas nas pessoas e em todos os segmentos da economia ao redor do mundo. A forma pela qual comprávamos e encarávamos nossas despesas, muito possivelmente, já não é a mesma e, pensando nisso, preparamos um post mostrando como a pandemia mudou o comportamento do consumidor no mercado imobiliário.

Embora o mercado imobiliário tenha passado com um pouco mais de tranquilidade pela crise, tendo em vista que é um setor bastante seguro e valorizado, ele também experimentou reflexos importantes, inclusive com um direcionamento mais voltado para determinados perfis de imóveis. Continue lendo e descubra quais são!

Investimentos em imóveis maiores

Uma das preferências em que, sem dúvidas, a pandemia mudou bastante o comportamento do consumidor, foi na questão de fazer investimentos em imóveis maiores. Nos últimos anos, vimos um grande despertar de interesse por unidades mais enxutas e funcionais, com boa localização, mas que não ofereciam muito em termos de metragem.

No entanto, com a necessidade de distanciamento social e o incentivo de trabalho em home office, essa demanda se tornou oposta. Muita gente, no momento, prefere investir e viver em propriedades um pouco maiores e, se possível, com espaços externos como quintal, o que vem alavancando as vendas de casas ou apartamentos em condomínios estilo clube.

Maior uso de recursos de tecnologia no mercado imobiliário

O emprego de recursos de tecnologia já era uma das grandes tendências do mercado imobiliário dos últimos anos, mas esse panorama foi fortemente reforçado com as mudanças que a pandemia exigiu em nosso comportamento. As visitações, por exemplo, são pouco recomendadas em momentos nos quais a transmissão seja considerada elevada.

Com isso, ferramentas modernas ganharam ainda mais espaço. Além de fazer boa parte da comunicação por meio de aplicativos de mensagens, que podem enviar até documentos, houve um maior emprego na captação de imagens em alta definição, fotografia em 360 graus, drones, tour virtual e outras opções nesse sentido. mercado imobiliário

Preferência por ambientes rurais

Da mesma maneira que muitas pessoas passaram a procurar imóveis maiores para manterem uma boa qualidade de vida mesmo na necessidade de fazer confinamentos, outras foram além e passaram a dar preferência por ambientes rurais. Felizmente, como não falta espaço no Brasil, temos alternativas bastante interessantes.

Muitos sítios, chácaras ou mesmo fazendas não se encontram muito distantes dos maiores centros urbanos, permitindo deslocamentos rápidos e sem grandes dificuldades. Além disso, é uma oportunidade de reconexão com a natureza, experimentando um ar mais puro e ficando longe da violência presente em algumas de nossas grandes cidades.

Como você pôde ver ao longo do post, é fato que a pandemia mudou o comportamento do consumidor no mercado imobiliário. As empresas e profissionais que perceberem essas novas demandas, independentemente da sua área de atuação, poderão atender melhor a essas solicitações, aumentando a possibilidade de lucro e gerando oportunidades mesmo na crise!

Fonte: Dourados News

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta