Início Blog Colunistas Veja o que mudou no PIX, novas regras

Veja o que mudou no PIX, novas regras

A facilidade que o Pix trouxe para a transferência de dinheiro de uma conta para outra, foi muito bem recebida, adaptada e utilizada pelas pessoas físicas.

Mas a facilidade de pagamento e recebimento fez com que o pix fosse utilizado para golpes. Entre janeiro e julho de 2021, a secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo registrou 206 boletins de ocorrência envolvendo sequestros-relâmpago, 39% a mais em relação ao mesmo período de 2020 e quase 100 prisões.

Desta forma recentemente o Pix passou por mudanças que deve minimizar o risco aos usuários.

A principal mudança é o novo limite de R$ 1 mil para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs), que valerá também para TEDs, transferências entre contas do mesmo banco e cartões de débito. O usuário pode optar por alterar o limite por conta própria ou cadastrar previamente contas que possam receber acima do limite estipulado. Os usuários ficam limitados a R$ 1.000 para operações financeiras de pessoas físicas entre as 20h e 5h.

O quadro abaixo traz as regras gerais e como serão aplicadas no pix:

Fonte: www.bcb.gov.br

Everton de Oliveira

Contador consultor especialista com MBA em auditoria e controladoria para corretores e imobiliárias formado pela PUC Campinas.

Instagram: @Azoncontabil
Whatsapp: (11) 96411-9375
E-mail: [email protected]

Deixe seu comentário