Orientações para financiar imóveis usados diante das mudanças feitas pela Caixa Econômica Federal

Com a queda do limite de valor dos usados para até 50% na Caixa Econômica Federal, outras instituições financeiras podem ser melhores opções.

No final do mês de setembro deste ano, a Caixa Econômica Federal anunciou drásticas mudanças nas linhas de crédito para os financiamentos habitacionais. As mudanças atingiram diretamente os financiamentos para a casa própria, especialmente aqueles de imóveis usados.

Após as mudanças ocorridas, os financiamentos de imóveis usados ficaram mais difíceis, pois a Caixa Econômica Federal, que hoje detêm cerca de 70% por cento do mercado de financiamentos, reduziu o limite máximo de financiamento de imóveis usados para até 50 % do valor do imóvel. As mudanças abrangem todas as modalidades. Com isto, nos dias atuais se você deseja comprar um imóvel usado através de financiamento habitacional pela Caixa Econômica Federal somente conseguirá financiar 50% do valor total do imóvel.

Sem dúvida que tais mudanças estão impactando de forma negativa o mercado imobiliário de imóveis usados, pois como sabemos, grande parte dos imóveis disponíveis a venda são imóveis usados: apartamentos, casas.

As novas opções para quem busca comprar imóveis usados

Mesmo diante das mudanças da Caixa Econômica Federal, quem almeja comprar um imóvel usado, de momento não precisa abrir mão deste sonho. De sorte que outras instituições financeiras oferecem variadas opções de financiamento e vantagens em relação a Caixa, como exemplo, podemos informar que alguns bancos estão oferecendo a possibilidade de financiar até 80% do imóvel usado. Isto demostra que é uma ótima oportunidade de negociar com os outros bancos.

Muito embora ainda se tem a ideia de que a Caixa Econômica Federal é o melhor banco para financiar imóveis, uma vez que são líderes no mercado e principalmente por conta das taxas de juros atraentes de suas linhas de crédito, os outros bancos estão buscado esse mercado de financiamentos imobiliários, com linhas competitivas de crédito e vantagens exclusivas, até mesmo baixando juros, taxas e aumentando o percentual limite de financiamentos. Se o futuro comprador for cliente do banco poderá ainda obter vantagens exclusivas como rapidez e certas facilidades na documentação. É interesse das instituições financeiras gerarem um relacionamento de longo prazo com clientes oferecendo crédito para a casa própria, com isto quem se beneficia é o cliente.

Sem dúvida, diante das dificuldades de financiar um imóvel usado junto a Caixa Econômica Federal é hora de se pensar nas outras alternativas, ou seja, buscar outras instituições financeiras e “garimpar” quais oferecem as melhores condições.

Enfim, avalie o que é melhor para o seu caso.

Partir para financiamento em outros bancos

Outros bancos mantiveram os seus limites de financiamento que hoje estão na média de 75% a 80% dos valores dos imóveis.

Quem está decido a comprar o imóvel usado, já fez os cálculos e se organizou para isto, pode tentar outras instituições financeiras.

É essencial comparar não somente as taxas de juros, mas também o Custo Efetivo Total, que inclui todos os custos a serem pagos no financiamento nelas incluindo juros, taxas, seguros, etc.

Esperar um pouco mais

Se não estiver seguro e convencido de que é são boas as propostas de outras instituições financeiras, pode ser preferível esperar mais um pouco para fechar o negócio.

Lembre-se que financiar um imóvel não é a mesma coisa que comprar e parcelar qualquer produto. Quando pensamos em financiar um imóvel devemos pensar que é uma prestação longa – na média de 20 a 30 anos, então cautela neste caso é recomendado.

Outro ponto que merece destaque é o fato que as coisas mudam, principalmente no mercado imobiliário. Se este ano o limite para financiamento de imóveis usados baixou, no ano que vem, quem sabe pode aumentar.

Fonte: Lucas Daniel Medeiros Cezar. Advogado e Consultor Imobiliário.

 

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário!