Disrupção no Mercado Imobiliário

Nos últimos 500 anos vivemos três grandes revoluções: a industrial, científica e entramos na biocientífica. Esta, até então estava sendo “empurrada com a barriga”, sendo adiada. A revolução biocientífica nos era proposta, mas com a Covid-19, nos foi imposta, “empurrada guela abaixo”. Mercado Imobiliário

O setor primário foi um período em que a economia se baseou na extração, na agricultura. No setor secundário, tem-se o produto manufaturado, industrializado, processado. Nesse período observa-se a revolução industrial. A partir dos anos 90, tem-se a revolução científica. Surge o setor de serviços, o atendimento, o Sistema S. Em 2020, tem-se o setor quaternário, com o design de serviços e a inovação.

Nesse processo, observa-se a necessidade de o mercado imobiliário se desenvolver. É momento de se posicionar de modo diferente do modelo até então desenvolvido. Imprescindível se torna que as imobiliárias desenhem processos, terceirize serviços e assessorias. A imobiliária ou empresa do setor imobiliário que desenvolve tudo, acaba ou acabará se perdendo nesse novo momento que se inicia.

Nota-se uma desconexão entre o modelo de negócio do mercado imobiliário e a realidade, necessidades do mercado/clientes, que serão atendidas por meio de uma estrutura descentralizada com designs de serviços.

Um diálogo entre o modelo centralizado, desenvolvido pela maioria das empresas do mercado imobiliário, e culturas descentralizadas, enxutas e ágeis como das Startups, se faz necessário e urgente.

No momento em que surge o setor quaternário, surgem as organizações exponenciais. É o fenômeno que estamos observando. Estas se estruturam a partir de ideias, propósito e explodem ao modelo distribuído, por meio da disrupção.

O mercado imobiliário é um setor de extrema importância no contexto social, atua na moradia. É preciso observar a oportunidade de se transformar para não perder e se perder em meio aos desafios de um futuro que já é tão presente.

E nesse contexto, surgem no mercado imobiliário empresas como a Inteligência Cartorial, que tem como propósito transformar os negócios imobiliários a partir da segurança propiciada por sua atuação na relação comercial/negocial, quanto à situação do imóvel, bem como no que concerne ao processo de compra e venda, atos, documentação, possibilitando o equilíbrio,a tranquilidade aos envolvidos.

A Inteligência Cartorial foi idealizada e criada por antever o irreversível processo de desjudicialização dos institutos relativos a direitos disponíveis, no que tange a atuação dos cartórios, das serventias extrajudiciais e por comprovar reiteradamente o sucesso de sua atuação e dos processos que desenvolveu e foi validado pelos clientes e mercado.

Ademais, nossa orientação prévia permite dar substância a necessidade do cliente, e consequentemente formular a solução, o procedimento e o instrumento jurídico adequado à situação apresentada. “Conhecimento + sabedoria + ação = transformação de negócios, realidades e vidas”. Poliana Ribeiro

A Inteligência Cartorial é uma ferramenta para otimizar os processos. Uma vez inserida na rotina da empresa cliente e/ou clientes, as práticas colaborarão com os resultados e lucros, uma vez que é realizado um trabalho especializado, de forma comprometida, efetiva, a fim de evitar retrabalho, prejuízos, garantindo um diferencial no mercado, bem como nos resultados financeiros e operacionais.

Foi desenvolvido o LSI – Laudo de Situação do Imóvel. É uma auditoria documental preventiva para transações imobiliárias que garante a segurança do investimento na aquisição, venda, permutas, análises de viabilidade e avaliação de imóveis.

Assim, o LSI é para clientes exigentes, atuantes no mercado imobiliário, investidores, imobiliárias, enfim, àqueles conscientes da importância de estarem revestidos da segurança jurídica nas negociações imobiliárias.

A Inteligência Cartorial está transformando uma cultura nas negociações imobiliárias, pois muda uma realidade enquanto transforma a vida das pessoas e negócios, pois não adianta gerar experiência ao cliente na pré-venda, na venda e na formalização da mesma ser uma tragédia.

Assim, a Inteligência Cartorial desenvolve soluções, fortalece a relação negocial e propicia aos envolvidos a tranquilidade e segurança necessárias. Favorece o equilíbrio aos negócios, possibilitando a tranquilidade do corretor de imóveis, vendedores e compradores.

Logo, como testemunhas oculares de um passamento para um “novo normal”, uma nova realidade, tudo já mudou. E não basta sermos meros espectadores. Precisamos sim, sermos agentes ativos, vivos, e nos permitir estarmos integrados a esse novo tempo que já chegou. Você viu?

Por: Poliana Ribeiro @polianaribeiros

Acesse: www.inteligenciacartorial.com.br

Deixe seu comentário