Quais as vantagens de fazer refinanciamento imobiliário?

Conheça as principais características e benefícios do refinanciamento imobiliário.

Quem está precisando de dinheiro para sanar dívidas ou para realizar um sonho pode ter o refinanciamento imobiliário como uma boa opção. Na operação, o banco obtém a posse indireta de um imóvel enquanto a dívida estabelecida não é quitada. Depois, o imóvel dado como garantia volta a ser propriedade da pessoa.

O refinanciamento imobiliário é uma modalidade de empréstimo viável para quem precisa de bastante capital e precisa de um prazo maior para pagamento. Como mostraremos no texto, esse tipo de transação tem muitas vantagens em relação a outros tipos de empréstimos comuns no mercado.

O que é e como funciona o refinanciamento imobiliário?

O refinanciamento imobiliário é uma modalidade de empréstimo, onde o requerente coloca um imóvel como garantia para obter crédito. Basicamente, para requerer o refinanciamento imobiliário, uma pessoa precisa possuir um imóvel quitado e livre de dívidas em seu nome.

Com isso, ela pode oferecê-lo ao banco como garantia de pagamento. Por isso, a instituição financeira assume a posse indireta do imóvel. Dessa forma, mesmo sendo o proprietário, o requerente não pode vender o imóvel enquanto não quitar o refinanciamento.

Esse é um dos principais riscos desse tipo de operação. Como o imóvel é dado como garantia do empréstimo, o banco pode tomá-lo e levá-lo a leilão, caso o requerente atrase muitas parcelas.

Por ter um bem de grande valor como garantia, o refinanciamento imobiliário oferta um bom crédito. Em algumas operações, é possível adquirir até 60% do valor do imóvel em crédito.

Também por ter um imóvel como garantia, os bancos facilitam alguns fatores como prazo de pagamento, que é mais longo, e as taxas de juros, que são menores, se compararmos com outras modalidades de empréstimo, como o empréstimo pessoal.

Quais são as principais vantagens de fazer o refinanciamento imobiliário?

Como já explicamos acima, o refinanciamento imobiliário é uma excelente opção para quem precisa de muito dinheiro com rapidez e sem tanta burocracia. Abaixo, listaremos as principais vantagens dessa modalidade de empréstimo, confira:

Taxa de juros menor

Por ter um imóvel como garantia, os bancos baixam bastante as taxas de juros no refinanciamento imobiliário. Se comparado a outros tipos de empréstimos, o refinanciamento é o que possui a menor taxa de juros do mercado.

Para os bancos, a operação é de baixo risco, já que um bem fica alienado à instituição, por isso, as taxas de juros caem.

Grande volume de crédito

Outro fator vantajoso do refinanciamento imobiliário é que a operação disponibiliza grandes volumes de crédito para o consumidor. Quem precisa de um valor alto para saldar dívidas ou mesmo abrir um negócio, por exemplo, achará no refinanciamento uma possibilidade de conseguir o dinheiro sem tanta burocracia.

E por ter um prazo de pagamento mais longo, fica bem mais fácil garantir que as parcelas do empréstimo se encaixem com tranquilidade no orçamento mensal.

Prazo de pagamento mais longo

A grande maioria das modalidades de empréstimo trabalham com prazos curtos que vão de 12 a 72 meses. Já o refinanciamento imobiliário pode ser pago entre 15 e 30 anos, dependendo do caso.

Esse prazo de pagamento mais esticado ajuda na diminuição das parcelas mensais e também na diminuição das taxas de juros.

Desconto na antecipação das parcelas ou quitação

O requerente também pode conseguir descontos, caso queira quitar a dívida antes do prazo, o que não acontece em outros tipos de empréstimo. Mesmo que não quite a dívida, também é possível obter descontos ao antecipar parcelas.

Isso é uma grande vantagem para pagar a dívida mais rapidamente, caso você aumente sua renda ao longo do tempo. Dessa maneira, é possível reduzir o custo final da transação tornando-a ainda mais vantajosa e garantindo a posse do seu imóvel.

Uso livre do capital

Muitas modalidades de empréstimo possuem restrições quanto ao uso do crédito. Existem linhas de crédito para quem quer abrir um negócio, para quem quer viajar ou estudar, etc. No refinanciamento imobiliário, o requerente do empréstimo está livre para usar o capital como quiser.

Dessa maneira, você tem a opção de usar o crédito para vários fins. Você pode, por exemplo, saldar suas dívidas e investir em um novo negócio com o resto do montante.

Quer saber mais sobre refinanciamento imobiliário? Clique Aqui

Fonte: Folha Nobre

Deixe seu comentário