Plantas flexíveis melhoram experiência do consumidor no setor imobiliário

Agora, plantas de imóveis podem ser facilmente customizáveis, trazendo uma revolução no setor de construção

Estamos vivendo em uma época em que as empresas que oferecem melhores experiências aos clientes são mais bem-sucedidas. Essa medida está motivando mudanças em diversos mercados, inclusive no setor imobiliário. Acabou-se o tempo em que a planta de um imóvel era algo concreto – agora, as plantas flexíveis surgiram para se adaptarem às necessidades dos consumidores, e não o contrário.

Há algum tempo, ao comprar ou alugar um imóvel, os clientes tinham que se contentar com o número de quartos ou banheiros que já existiam. Se o número de membros da família crescesse, não era o apartamento que mudaria, mas sim a família do apartamento.

Os prédios comerciais também não acompanhavam o crescimento de colaboradores nas empresas e a única saída era, novamente, se mudar. Agora, a planta flexível permite que os clientes readéquem e aproveitem o espaço como desejarem, sem limitações.

Existem tecnologias que mudam as plantas de forma temporária e outras de forma mais duradoura. A startup EverBlock, por exemplo, permite uma mudança fácil e rápida no espaço de imóveis ao utilizar blocos plásticos modulares para construir paredes ou móveis. Como um lego, os blocos permitem a construção de uma forma única e sustentável.

Para aqueles que querem uma mudança por mais tempo, mas ainda conservar a possibilidade de mudar quando desejarem, o drywall é o material que está sendo utilizado pelo mercado imobiliário. O drywall são chapas com miolo de gesso e face de papel-cartão que compõem placas em estruturas de aço. A medida é interessante inclusive para quem deseja melhorar o isolamento acústico e térmico.

Fonte: StartSe

Deixe seu comentário