Início Blog Curiosidades Crédito Imobiliário para pessoas de baixa renda inscritos no Bolsa Família!

Crédito Imobiliário para pessoas de baixa renda inscritos no Bolsa Família!

O sonho de quase todo brasileiro é ter a sua casa própria. No entanto, esse não é um desejo barato, os imóveis são muitos caros dependendo da cidade em que você mora. Por isso, é necessário encontrar alternativas de crédito imobiliário para pessoas de baixa renda.

Uma boa pesquisa é o melhor jeito de fazer um bom negócio, então é necessário pesquisar quais as melhores opções de crédito imobiliário para pessoas de baixa renda. Assim, decidimos realizar essa pesquisa e encontramos a melhor opção do mercado que será relatada na sequência.

Crédito imobiliário para pessoas de baixa renda

A melhor opção de crédito imobiliário para pessoas de baixa renda é o programa Casa Verde Amarela. Ele ajuda milhões de famílias que ganham até R$ 7.000,00 por mês a conseguirem comprar a sua moradia. É válido ressaltar que essa renda é somando todos os integrantes da família.

O programa criado pelo governo federal em 2020, tem como principal objetivo subsidiar parte do valor da parcela do imóvel para os usuários de baixa renda. Tornando para eles muito mais sustentável adquirir suas próprias casas.

Com isso o governo pretende diminuir a desigualdade social uma vez que vai permitir que as pessoas parem de pagar aluguel para pagar parcelas da sua própria casa. Como o Brasil é um país com um alto nível de desigualdade social, atitudes como essa acabam sendo necessárias e devem ser tomadas pelo nosso governo.

O Casa Verde e Amarela é o substituto do Minha Casa Minha Vida, criado nos primeiros anos do Governo Lula. A ideia é permitir que ainda mais pessoas tenham acesso a este programa social. Afinal, existe um grande déficit habitacional no país, principalmente entre os mais carentes.

Bolsa Família Valor 2021 – Veja de quanto será as próximas parcelas do Programa.

Como funcionam os grupos de renda do programa?

É possível se candidatar a comprar uma casa pelo programa Casa Verde Amarela, as famílias que estão dentro de três grupos de renda diferentes, sendo elas:

Grupo 1: com ganhos de até R$ 2.000;

Grupo 2: que possui ganhos entre R$ 2.001 até R$ 4.000;

Grupo 3: com rendimentos entre R$ 4.000 até R$ 7.000.

Logicamente o primeiro grupo é o que mais necessita de auxílio do governo, pois possui a menor renda entre elas. Por isso, o subsídio do governo pode chegar a R$ 47.500. As taxas de juros são de 4,75% ao ano.

Isso acontece porque, segundo o governo, essa parte da população não teria como ter acesso a sua própria casa, se não houvesse algum tipo de incentivo governamental.

Quem recebe o Bolsa Família provavelmente se encaixará no Grupo 1. Afinal, quando a renda declarada é um pouco elevada, já perdem direito ao benefício social.

As famílias que residem nas zonas rurais podem participar do programa, desde que possuam rendimento anual de no máximo R$ 84 mil. Vale destacar que os recursos para manter o programa vem do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Bolsa Família em 2021

O Programa Bolsa Família não sofreu nenhuma alteração em 2021. Tanto o valor pago por família beneficiada quanto os requisitos são os mesmos desde o início do Governo Bolsonaro.

Existem projetos para mudanças após o pagamento do novo auxílio emergencial, em julho, porém nada ainda concreto.

Com isso, para conseguirem se encaixar em faixas de crédito, as famílias devem estar inseridas no grupo 1, tanto aquelas da cota básica, com renda per capita até R$ 89,00, quanto as famílias com condição superior, na faixa de R$ 178,00.

Deixe seu comentário

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui