Corretor de Imóveis – 4 dicas para conseguir indicações de clientes

O corretor de imóveis é um profissional multitarefa. Em seu dia a dia, ele precisa captar imóveis, colocar placas, realizar visitas, elaborar contratos e por aí vai. Haja tempo para realizar tantas tarefas!

Em meio a todas essas atividades, uma das que mais consome tempo (e dinheiro) ao corretor de imóveis é a de conquistar novos clientes. E é natural – e frustrante! – você dedicar meses para conhecer um cliente e, no fim das contas, ele negociar com outro profissional.

Mas tudo fica mais fácil quando você recebe indicações de clientes. Após fechar muitos negócios, bons corretores nem precisam mais se esforçar para conquistar novos clientes. Graças às indicações, o caminho se inverte: são os clientes que vão até o corretor de imóveis.

Para chegar a esse estágio, o corretor precisa percorrer uma longa jornada de erros, acertos, aprendizados e, principalmente, muitas vendas. Não é nada simples, mas também não é impossível.

Corretor de imóveis – Confira algumas dicas para conseguir indicações de clientes:

Especialista no assunto

Aos seus amigos e parentes, você recomenda um prestador de serviço meia boca ou um que lhe impressionou bastante? Certamente, a segunda opção.

Nesse sentido, não basta fazer o arroz com feijão para concretizar a venda. Em outras palavras, falar que o quarto é o quarto e a cozinha é a cozinha já não é mais suficiente; é preciso ir muito além. Aqui, forneça o máximo de informações aos seus clientes. Quando estiver apresentando a sala, por exemplo, já fale qual é a orientação solar do imóvel. Mais adiante, fale um pouco mais sobre a região: como é o trânsito local e quais serviços e comércios há na redondeza.

Em suma, ofereça a solução antes de o cliente perceber um problema. Certamente ele ficará impressionado com o seu conhecimento e dedicação e lembrará dos seus serviços na hora de fazer uma indicação.

A importância do relacionamento

É possível afirmar que o corretor de imóveis está muito próximo da venda quando ele consegue manter um relacionamento estreito com seu cliente. Na prática, isso significa trocar mensagens com frequência e responder, prontamente, todas as dúvidas dos clientes.

Mas só tome cuidado para não ser exagerado no relacionamento. Lembre-se que existem diversos tipos de clientes. Então, você deve avaliar muito bem as características de cada pessoa para, aí sim, adotar sua estratégia de relacionamento. Por exemplo, há clientes que são muito atarefados e não têm tempo – nem gostam – de falar por telefone. Para essa turma, evite fazer ligações e mandar mensagens de meia em meia hora. Aí, você fica com fama de corretor chato.

Em resumo, o importante é não ser intrusivo, e sim permissivo. Assim, você ganha pontos positivos com o cliente e, quem sabe, ele não te indica para amigos e familiares?

Incentive avaliações

Com a internet em mãos, a gente não compra um produto ou serviço sem antes fazer uma rápida pesquisa online. Avaliações em sites como Reclame Aqui e TripAdvisor são ótimos termômetros para determinar se você finaliza a compra ou não.

Até mesmo quando solicita um motorista no aplicativo Uber, você visualiza qual é a pontuação do profissional. Caso ele seja muito bem avaliado, isso lhe dá mais segurança. Então, por que não fazer o mesmo?

Nesse sentido, após um tempo de fechar a venda, peça para o cliente responder uma pequena pesquisa de satisfação e deixar um pequeno depoimento sobre o seu serviço. Um vídeo ou um comentário em suas redes sociais também é super válido. Você pode destacar as avaliações mais positivas em seu site e no seu escritório para dar mais segurança aos novos clientes. Mesmo que não seja uma indicação direta, esse tipo de avaliação pode trazer mais negócios para você.

De olho na pós-venda

Colocar a assinatura em um contrato de compra e venda de um imóvel não é o fim do trabalho de um corretor de imóveis. O bom profissional procura manter esse cliente sempre em seu radar. Aqui, começa o trabalho de pós-venda.

Após um período da venda, entre em contato com o cliente para saber se ele está gostando da nova casa. De quebra, encaminhe conteúdos relacionados à decoração e reforma.

Quer ver a importância de fazer esse trabalho? Se você desaparecer da vida desse cliente, ele nunca lembrará de você na hora de fazer uma indicação. Talvez, ele até tenha apagado seu contato na agenda do celular. Por outro lado, ao fazer o trabalho de pós-venda, você sempre estará na memória de seu cliente, facilitando a sua indicação.

Fonte: Blog Leardi

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário!