Veja como o PIX pode pode movimentar o mercado imobiliário

Tal como o dinheiro vivo, os cartões, TED, DOC e boleto, entre outros, o PIX será mais um meio de pagamento a ser utilizado no mercado imobiliário. Criado pelo Banco Central, o PIX deverá mudar substancialmente hábitos de consumo nas relações comerciais, uma vez que foi criado justamente com o propósito de ser mais eficiente do que os instrumentos atuais.

A expectativa é que o PIX reduza o tempo necessário para transações financeiras de instrumentos tradicionais como DOC e TED pois, como regulamentado pelo Banco Central, funcionará 24 horas por dia, todos os dias da semana, e a operação deverá ser efetivada literalmente em questão de segundo. O objetivo é que isso seja uma Transação Instantânea.

Isso deve facilitar bastante a realização de transações no mercado imobiliário. Quem já fez uma transação imobiliária cujo pagamento foi realizado no ato da assinatura da escritura, sabe o quanto pode demorar uma transação de alto valor. Hoje, com a possibilidade de lavratura de escrituras online, essa modalidade poderá facilitar e agilizar bastante o processo de fechamento e reduzi-lo a minutos, promovendo assim maior eficiência ao processo.

Além disso, como uma das chaves será o CPF da outra parte, por exemplo, será mais fácil comprovar a transferência de recursos através do PIX para o real proprietário do imóvel, aumentando assim a segurança jurídica da operação.

Outra possível implicação também é a celeridade no processo de regularização e transferência de imóveis pois é provável que seja possível, através do PIX, realizar pagamentos de impostos e taxas cartorárias e, com a compensação imediata dos recursos, liberar de forma mais célere a evolução do processo, reduzindo assim a burocracia.

Além disso, para transações de financiamento bancário, as compensações de pagamentos dos preço também devem acontecer mais célere após o registro.

Já para locações, é comum a discussão da cobrança ou não da taxa de boleto por parte das administradoras. Com o PIX, que será gratuito, também haverá redução dos custos e aumento da eficiência operacional.

Assim, o PIX poderá ser utilizado para pagamentos à empresas, pessoas físicas, estabelecimentos comerciais e transferência envolvendo entes governamentais, e poderá ser feito através de QR Code. mercado imobiliário

Portanto, o PIX deve acelerar o processo de transações imobiliárias e aumentar a segurança jurídica das operações.

Fonte: Alpha Soluções

Deixe seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui