Setor imobiliário de São Paulo deve ter alta de 10% ao final de 2018

Segundo analistas do setor imobiliário, é projetado que ao final de 2018 o avanço dos lançamentos em São Paulo deva ser de 5% a 10% na comparação com 2017.

Entre os motivos para esta melhora no setor imobiliário paulistano está, principalmente, o término com as incertezas das eleições. Além disto, as projeções recentes sobre a economia surtem efeito positivo na área.

Além disto, a queda no índice de desemprego, que em outubro reduziu para 11,7%, contribui para melhora no mercado imobiliário em 2018.

Os especialistas ainda apontam que está melhora na perspectiva do mercado imobiliário em 2018 de ser sentida inicialmente nas regiões agrícolas do estado.

Em 2018

Por ser um ano eleitoral, os números do setor costumam ser mais baixos. Todavia, até outubro, a melhora nos números do estado era de 21%, na comparação com o mesmo período em 2017.

Segundo a Empresa Brasileira de Estudos e Patrimônio (Embraesp), nos dez primeiros meses do ano foram lançadas 18.011 unidades no estado. Enquanto no ano anterior este número havia sido de 14.856 unidades.

A venda de imóveis em São Paulo também teve melhora. Segundo o Secovi-SP, foram vendidas 18.067 unidades, valor 41% maior que na comparação com 2017.

Novembro e dezembro

Analistas apontam que os últimos dois meses do ano devem concentrar mais da metade dos lançamentos do setor em 2018.

Isto acontece porque as incorporadoras deixam a maior parte dos lançamentos para este período, pois é quando o consumidor tem mais dinheiro.

É esperado que os números do período este ano sejam melhores do que os de 2017. Isto porque, 2018, tem a particularidade de representar o fim de um ciclo da política.

Especialistas ainda apontam que está melhora no setor imobiliário no estado de São Paulo deva ocasionar um aumento de preços para 2019.

Fonte: Suno Notícias