Propriedades são investimentos preferidos dos super ricos, mostra relatório

As propriedades – como imóveis, empresas e terras – são os tipos de investimentos preferidos dos super ricos (pessoas com investimentos superiores a US$ 100 milhões), de acordo com o “The Wealth Report 2012”, pesquisa realizada pela consultoria Knight Frank e pelo Citi Private Bank.

Segundo o levantamento, as propriedades respondem por 23% da carteira desses investidores em todo o mundo. As ações e os títulos (bonds) aparecem em segundo lugar, ocupando 21% do portfólio dos super ricos, cada um.

O dinheiro “vivo” é responsável por 15% do portfólio total, enquanto ouro e moedas representam 3%. As commodities respondem por 2% e, segundo o levantamento, outros tipos de investimentos ocupam 13% da carteira total.

Por regiões

Entre os investidores super ricos da Ásia, o percentual aplicado em propriedades é ainda maior: 31%. Em segundo lugar, as ações representam 24% da carteira desses multimilionários e os títulos, 16%.

Na África, as propriedades ocupam 29% das carteiras desses investidores, enquanto as ações e os títulos são 21% e 20% do portfólio, respectivamente.

Já na América do Norte, os investidores preferem os títulos. De acordo com o levantamento, 24% do portfólio está nos bonds, enquanto propriedades e ações são 20% e 18% do total, na mesma ordem.

Tipos de propriedades que mais despertaram interesse

De acordo com o levantamento, imóveis residenciais foram os tipos de propriedade que mais despertaram interesse dos super ricos no ano passado, com 76% da preferência. Em segundo lugar, aparecem os escritórios (59%), seguidos por varejo (31%) e hotéis (22%).

As fazendas também chamaram atenção deste tipo de investidor (18%), assim como armazéns (13%) e área de saúde (8%).

Pesquisa

O relatório “The Wealth Report 2012” ouviu cerca de 4 mil investidores de todo o globo, com portfólio acima de US$ 100 milhões.

Fonte: InfoMoney

Deixe seu comentário