Início Mercado Imobiliário Portal Zap Imóveis propõe que clientes dispensem corretores de imóveis

Portal Zap Imóveis propõe que clientes dispensem corretores de imóveis

O portal, recentemente comprado pela OLX, enviou a diversos proprietários de imóveis uma mensagem propondo que abandonem intermediários e economizem comissões, anunciando direto. Isso não seria terrível, se não fossem as imobiliárias e corretores de imóveis os maiores clientes do ZAP.

Sabe quanto você vai poupar vendendo seu apartamento sem precisar de intermediários?” Com esta pergunta – a princípio bastante instigante – o portal paulista Zap Imóveis, especializado em anunciar imóveis para venda e locação em todo o Brasil, resolveu iniciar um diálogo com centenas – talvez milhares – de donos de imóveis em todo o país (foto abaixo). O único problema é que….os maiores clientes da empresa são justamente esses intermediários.

Mensagem enviada a proprietários de imóveis pelo ZAP, portal que sobrevive dos anúncios das imobiliárias e construtoras.

O Zap é o maior portal imobiliário do país, e foi recentemente adquirido pelo Grupo OLX. Seus maiores clientes são justamente as corretoras e corretores de imóveis, que, quando devidamente licenciadas, são o caminho mais seguro para a aquisição de um imóvel. A compra de um imóvel costuma ser a mais importante transação comercial da vida do brasileiro médio, e mesmo a locação deve se cercar de cuidados que vão muito além de colocar um simples anúncio.

O Zap é o maior portal imobiliário do país, e foi recentemente adquirido pelo Grupo OLX. Seus maiores clientes são justamente as corretoras e corretores de imóveis, que, quando devidamente licenciadas, são o caminho mais seguro para a aquisição de um imóvel. A compra de um imóvel costuma ser a mais importante transação comercial da vida do brasileiro médio, e mesmo a locação deve se cercar de cuidados que vão muito além de colocar um simples anúncio.

Uma simples pesquisa mostra que a empresa não só tem mais anunciantes imobiliárias, como o mesmo imóvel chega a ser anunciado por três empresas, por preços completamente díspares. Neste caso, três empresas diferentes anunciam um único imóvel, para alugar. Uma pede 1.800, a outra pede 3.200, e a terceira, incríveis 4.500. Mas em suma o que se vê é que tem três pagando para anunciar o mesmo imóvel no Zap. Alguém poderia imaginar que a empresa teria interesse em manter seus melhores clientes felizes.

É assim inegável que os maiores ganhos da empresa devem vir de quem mais anuncia. E são elas, as imobiliárias, que no dia de hoje fizeram um quiprocó danado com o vazamento da informação de que um de seus principais parceiros de negócios demonstrou interesse em tirá-los da jogada. Pra o leitor ter uma idéia, a segunda imagem que ilustra esta reportagem chegou a ganhar o carimbo de Encaminhada com Frequência do whatsapp. Isto só ocorre quando a circulação é de fato grande.

As queixas vêm de todos os lados. Todos os grupos de discussão do mercado imobiliário trataram do assunto, e com muita indignação. A empresa tentou esquivar-se; alguns de seus consultores disseram a clientes que “estavam averiguando o caso” e que “não tinham certeza da veracidade“.

Porém, fontes ligadas ao mais alto escalão do Zap garantem que não é fakenews. A empresa teria alegado a alguns de seus principais clientes que trata-se de uma ‘idéia infeliz’ e que não prosseguirá com esta abordagem.

A “abordagem”, conhecida no mundo corporativo como backstabbing, seria como se uma granja contactasse os clientes de um supermercado que vende seus ovos, para que passassem a comprar os ovos diretamente, sem intermediário. Mas, com um detalhe: o corretor de imóveis ou imobiliária faz muito mais do que simplesmente anunciar o imóvel do cliente. Ele prepara o anúncio, analisa a documentação, anuncia o imóvel, prospecta possíveis clientes, faz uma espécie de seleção de clientes, leva os selecionados a diversas visitas ao imóvel, toca a negociação quando se interessam, promove o fechamento do negócio, verifica a documentação e certidões, e por fim acompanha a escritura, até a entrega das chaves. Por estes serviços – e não apenas pelo anúncio – é que o profissional recebe seus honorários.

É natural – e perfeitamente legal – que um proprietário, querendo e tendo tempo para as sucessivas visitas, atendimentos, e procedimentos que uma venda envolve, trabalhe diretamente seu imóvel. Porém, pode soar estranho que um portal que sobrevive da parceria com a classe dos profissionais imobiliários tenha a prática de desacreditar, desprezar e diminuir justamente o serviço que seus parceiros de negócio prestam. Além disso, pode ser até mesmo desonesto insinuar que simplesmente por colocar um anúncio direto num classificado online – um portal de imóveis não é nada além disso – o proprietário terá o mesmo resultado ou o mesmo trabalho que teria entregando seu imóvel a alguém especializado naquilo. Corretor de imóveis não é homem-sanduíche.

A estratégia de entrar num embate público com seus principais clientes não parece – a priori – ser uma grande diretriz para nenhum tipo de corporação ou empresa.

Em março de 2020, o Grupo OLX Brasil, que também já havia adquirido o famoso Balcão.com.br (editora Balcão) há alguns anos atrás, pagou R$ 2,9 bilhões pelo controle acionário do Grupo Zap Viva Real, marcando a saída do grupo Globo da organização. A Olx Brasil é uma joint venture entre a norueguesa Adevinta e a holandesa Prosus. Hoje o grupo Zap Viva Real recebe por volta de 28 milhões de visitas por mês em seus portais.

NOTA

O ZAP esclarece que retirou a comunicação do ar por estar desalinhada com a visão da empresa, onde as imobiliárias e corretores estão no centro da transação imobiliária e do nosso negócio. Nosso papel é ser o maior parceiro do setor, apoiando nosso público com soluções tecnológicas para que possamos juntos construir um mercado melhor

Por: Quintino Gomes Freire

Fonte: Diário do Rio

Deixe seu comentário