Corretores de imóveis falam sobre especulação imobiliária

Corretores de imóveis discutem esta semana o cenário para a atividade, considerando principalmente a retração econômica que passa o País ao longo dos últimos anos. O consultor Tiago Costa conversou com os corretores, destacando a necessidade de compreender o cenário atual, assim como as oportunidades de negócio para o futuro. Há, entre os corretores, a compreensão de que o mercado tem dificuldades, mas é mais seguro que os Estados Unidos de 2008 quando houve uma crise imobiliária.

No cenário teresinense, a impressão do corretor de imóveis Francisco Ratts é que há uma reação em curso, porque, alguns imóveis estão baixando o preço. Ratts explica que as mudanças no preço estão facilitando a realização de negócios em Teresina. Ele conta ainda que houve um crescimento acelerado na valorização de imóveis. “O mercado percebeu que os valores estavam bastante elevados e, agora, os preços estão voltando aos valores reais. Com isso, está havendo mais negociação para vendas de imóveis em Teresina”, pontua.

corretor de imóveis Francisco RattsSobre o preço real dos imóveis, o corretor explica que depende do índice da construção civil e que é um dado regionalizado. “Aqui em Teresina, a zona Leste, por ser uma área considerada nobre, foi uma das regiões que mais se valorizaram os imóveis e hoje está havendo uma estabilidade”, conta o corretor ao explicar que os valores deixaram de aumentar de modo desenfreado. De acordo com o corretor, há um momento de ajuste no mercado em que a especulação em torno do preço dos imóveis está contida.

“Essa especulação de valores não está havendo mais. Está estabilizado”, comenta. Porém, Ratts explica que não se trata de existir imóveis mais baratos em Teresina, mas imóveis sobre os quais não se paga mais tão caro.
“Você deixa de pagar mais e para pagar por um preço justo. Pode até pagar menos pela necessidade da venda do proprietário do imóvel, pela crise que ele está passando. Obviamente, ele decai um pouco o preço”, analisa o corretor de imóveis.

Sobre onde estão os melhores negócios, o corretor explica que a venda imobiliária sempre se deu mais no que ele chama de “imóveis avulsos”, como áreas comerciais no Centro. “O cliente que tem um capital para investir, vai aplicar em um imóvel que tenha rentabilidade e um imóvel comercial sempre vai dar rentabilidade ao comprador”, ressalta. Já quando se tratam de imóveis residenciais, o corretor acredita em bons negócios em várias áreas da cidade. “A própria zona Leste tem construtoras em Teresina que estão construindo apartamento com preços similares de regiões afastadas”, conta.

NOVAS OPORTUNIDADES – Para quem deseja investir na compra de imóveis, mesmo com a crise, os corretores enfatizam que há segurança no mercado. “Qualquer região de Teresina está há poucos quilômetros do Centro”, pontua Francisco Ratts. Tiago Costa explica que há segurança no mercado para todos os que desejam investir. “Não temos uma crise imobiliária e nunca vai acontecer uma crise como a de 2008 na estrutura de mercado brasileiro, porque o sistema financeiro é extremamente sólido”, comenta.

Tiago ressalta que há uma estrutura institucional sólida e os juros nacionais são altos. “O que favoreceu a crise lá fora foi o crédito abundante e sem restrição, o que não temos no Brasil”, relata o consultor. Para o futuro, o consultor acredita em um cenário positivo.

Fonte: Diário do Povo

Deixe seu comentário