Início Blog Dicas de Vendas Corretor de imóveis saiba o que enviar para os seus clientes nas...

Corretor de imóveis saiba o que enviar para os seus clientes nas redes sociais

Fazer do Facebook ou WhatsApp uma central de spam, disparando textos e fotos sem critérios, prejudica a imagem do corretor de imóveis

Não há nada mais chato do que ser marcado em posts irrelevantes em redes sociais e receber e-mails ou mensagens via WhatsApp com conteúdo que não lhe interessa. Aquela pessoa tenta chamar a sua atenção para o negócio dela, mas só consegue gerar insatisfação. Acredite, corretor corretor de imóveis, se você fizer o mesmo, disparando anúncios de imóveis sem critério, só vai arruinar a sua credibilidade.

“Só mande mensagens de interesse dos seus clientes. Se não tem uma informação que a pessoa gostaria de saber, não mande. O segredo é separar clientes por perfil, estilo, região. Aí você manda o que realmente interessa para determinado público. Na minha opinião, uma mensagem por semana é o ideal”, afirma Jaques Grinberg, coach de vendas e palestrante.

O vice-presidente de cursos da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), Alfredo Duarte, entende que o WhatsApp é uma ferramenta moderna e importante, mas que deve ser usada com inteligência. Massificar mensagens, diz ele, tem retorno negativo.

“O corretor não é um camelô. Na rua, o camelô fala para todos e sabe que vai perder muitas vendas, que a maioria vai ignorá-lo. Por isso fica em lugares movimentados. O corretor que pega o WhatsApp e massifica, está dando uma de camelô. A ferramente é ótima para conversar sobre andamento de um negócio, mas não para enviar ofertas que não interessam para todos”.

Tempo

Grinberg explica que administrar bem o tempo é fundamental, já que o corretor é como um empresário, tem seu próprio negócio. Ele lembra que o profissional não ganha fixo, tem despesas e ainda precisa fazer o dinheiro entrar, buscar a sua renda.

“Se a cada 10 minutos o corretor olhar um minuto o WhatsApp ou Facebook, ele vai trabalhar um mês e meio a menos no período de um ano. É importante ter foco e, no horário de trabalho, trabalhar. Se tem dificuldades para fazer isso em casa e não tem uma imobiliária, ele deve achar algum local, um café, um biblioteca, onde possa ligar sua ferramenta de trabalho (computador)”.

Duarte destaca que o tempo dos clientes também é importante e o corretor de imóveis deve saber usá-lo da melhor forma. A dica é jamais fazer alguém perder tempo sem uma finalidade específica, um propósito relevante.

“Precisa entregar alguma coisa para aquele cliente, uma informação, uma análise, um oportunidade. Algo útil. Não pode só entrar em contato para ver se tem algum interesse para você”.

O vice-presidente de cursos da ADVB ressalta que o corretor está competindo sempre, com a concorrência, pelo tempo de cada cliente. “Seja organizado, selecione o que precisa fazer: a finalização de um negócio, o preparo de uma visita, o lançamento de um produto. Faça a seleção do que precisa para cada atividade”.

Recursos

Jaques Grinberg pondera que o corretor de imóveis precisa de recursos adequados para fazer o seu trabalho, como computador, internet e um telefone com plano de minutos suficiente para as ligações.

“Vejo corretores de imóveis com telefone pré-pago ou que espera para ligar pelo WhatsApp quando tem wi-fi. Hoje há planos de R$ 100,00 para fazer ligações ilimitadas. O corretor que não consegue gastar isso, precisa mandar currículo e encontrar uma coisa diferente para fazer”.

Fonte: ZAP Pro

Deixe seu comentário

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta