Você sabe como avaliar um imóvel? Veja estas 5 dicas!

A família está crescendo e você deseja adquirir uma residência maior, com o espaço ideal para acomodar melhor todos os membros, incluindo um dormitório por filho, mais vagas de garagem e com um bom padrão de construção (área de lazer, melhor acabamento, entre outros). Para isso, precisa vender a atual moradia e é fundamental que você saiba como e quanto custa avaliar um imóvel.

Pode parecer apenas um detalhe. Mas entender o quanto custa, bem como os processos que envolvem a realização dessa tarefa é essencial para não perder dinheiro e garantir que tudo será feito de maneira correta.

A tarefa está cercada de variáveis que interferem no preço do patrimônio, como a localização, a idade do imóvel, a sua conservação e assim por diante. Neste post, selecionamos dicas importantes para que você saiba como avaliar um imóvel na hora de comprar e vender.

Ficou interessado em saber mais? Então, continue acompanhando a leitura conosco!

Entenda quais são os benefícios de avaliar um imóvel

Antes de entender quanto custa avaliar um imóvel, vamos ressaltar aqui alguns benefícios que essa prática pode trazer. Afinal, são diversos os fatores que exercem influência no valor de uma propriedade, seja ela um apartamento, casa, escritório, loja, galpão, terreno, entre outros.

Além de procurar utilizá-los no momento de precificar o seu, esses aspectos são imprescindíveis para que se defina o preço justo de compra e venda. Ressaltamos que o desconhecimento desses benefícios pode trazer uma certa negligência em relação a avaliação do imóvel.

Por isso, veja abaixo algumas dessas vantagens para não falhar nesse momento tão importante.

Maior poder de negociação

Valorar um imóvel com números bem aquém ou além da realidade do mercado imobiliário geralmente é o obstáculo mais comum na hora de atrair potenciais compradores. Lembre-se de que a lei da oferta e da procura pode ser ingrata com quem não percebe que preço muito acima ou muito abaixo do real acaba sendo uma opção inadequada.

Ao avaliar e decidir pelo valor correto, cria-se a possibilidade de uma negociação melhor. Geralmente o processo é muito ágil, atendendo as expectativas das partes envolvidas e, principalmente, evitando que você sofra algum prejuízo no negócio por falta de informação sobre a realidade do imóvel.

Garantia e segurança patrimonial – avaliar um imóvel

Outro grande benefício que torna o conhecimento de como avaliar um imóvel essencial é simplesmente de ter a garantia de quanto é realmente o valor do seu patrimônio. Por mais que, no momento, você não esteja interessado em vendê-lo, é de extrema importância conhecer o valor de seus bens e entender se ele está valorizando ou não, por exemplo.

Assim, caso algum dia você queira vendê-lo ou até mesmo usá-lo como troca em alguma transação, já terá em mãos tudo o que precisa saber para avaliá-lo da melhor forma e realizar um bom negócio no futuro.

Adequação às legislações de fiscalização tributária

Além de aumentar as suas possibilidades de negociação, ao avaliar um imóvel corretamente você estará apto a agir em conformidade à lei. Isso porque todas as taxas de legislações tributárias estarão adequadas ao valor do seu bem e você garantirá a segurança e a idoneidade da sua propriedade.

A adequação às legislações de fiscalização tributária é um quesito extremamente importante na hora de vender o seu imóvel já que, com tudo impecavelmente correto e seguro, suas negociações serão mais rápidas e vantajosas.

Destacamos também que para que isso seja possível, é preciso estar com toda a sua documentação em ordem, pois é algo que será mais do que exigido no momento da venda. Além disso, imóveis que estão em situação irregular valem menos.

Para você ter uma noção, confira a lista de documentos necessários para quando o imóvel é usado:

  • matrícula do bem, que é o documento para verificar todo o seu histórico, quitação e se existe ameaça de alienação;
  • certificado negativo de ação cível e criminal do vendedor e de seu cônjuge;
  • a certidão negativa de tributos do imóvel que mostra que os impostos foram pagos, principalmente o IPTU;
  • certidão negativa de débitos com o condomínio;
  • certidão negativa de utilidade pública do imóvel, para evitar desapropriação surpresa, por exemplo;
  • contrato de compra e venda;
  • por fim, o registro no cartório de imóveis em relação ao contrato de compra.

Já para o imóvel novo, segue a lista de documentos que são necessários:

  • memorial descritivo, que é um documento que reúne todas as informações sobre a construção;
  • convenção do condomínio;
  • certidão negativa de débitos com o condomínio.

Possibilidade de servir de garantia para a compra de outro bem

Como já dissemos, mesmo que você não esteja querendo vender seu imóvel, é importante avaliá-lo por segurança patrimonial e garantia. Existe ainda uma outra vantagem que poucas pessoas sabem que existe: a possibilidade de usá-lo como garantia na tomada de recursos.

Tenha em mente que contar com uma avaliação precisa e correta do valor do seu imóvel possibilita que ele sirva de garantia para alguma transação econômica que você queira fazer —a compra de outro bem, um financiamento, negociações com instituições financeiras e assim por diante.

Por isso, é importante saber como avaliar seu imóvel e ter em mãos todos os dados de que precisa para usá-lo de forma vantajosa e benéfica para o seu bolso. Com uma boa avaliação ao seu dispor, a sua intenção de comprar outro bem terá muito mais credibilidade.

Até porque as suas possibilidades de negociar com bancos e demais instituições financeiras se tornam mais abertas e tangíveis, facilitando esse processo, além de trazer uma segurança a mais para o momento da negociação em si.

Melhoria do planejamento financeiro – avaliar um imóvel

Outro ponto importante está ligado à saúde financeira das suas finanças e o seu planejamento nesse sentido. Conhecer a fundo todos os bens, seus valores, implicações, custos e demais aspectos é fundamental para entender melhor como vai esse aspecto da sua vida.

Seu planejamento financeiro, quando visto a longo prazo, deve levar em consideração todos esses quesitos para que os seus objetivos sejam alcançados de forma saudável, dentro das suas possibilidades.

Assim como é importante registrar e analisar suas despesas e receitas mensais para nunca sair do controle em situações de imprevisibilidades econômicas, também é essencial saber com exatidão todas as informações relacionados ao processo de avaliação do seu imóvel.

Assim, mesmo que você não esteja interessado em vendê-lo agora, poderá simular projeções de valor de mercado no futuro, analisando qual a melhor época para uma negociação, quais aspectos estão interferindo nas suas finanças na época e assim por diante.

Todos esses planejamentos só são possíveis se os valores que você dispõe estão corretos e de acordo com uma avaliação imobiliária que seja real e precisa. Somente assim você poderá ter noção de como está a sua vida financeira, tanto no seu presente quanto no seu futuro.

Facilidade na contratação de seguro

Por último, temos também a facilidade no processo da contratação de seguro. Sabemos que não é simples esse tipo de contratação. Por isso, ao avaliar o seu imóvel e obter em mãos o preço correto de seu valor, você poderá contratar um seguro com mais facilidade e de forma mais certeira.

Conhecendo as especificidades do seu imóvel, quanto ele vale e todas as informações importantes que uma boa avaliação reúne, você estará munido de dados que podem ajudá-lo a negociar tanto o melhor valor de seguro para ele quanto o tipo de apólice que atende de forma mais adequada às suas necessidades.

Sabendo o valor do imóvel, evita-se o risco de de cair na cilada de pagar um valor mais alto do que deveria pelo seguro, pois conhecerá a fundo suas cláusulas e tudo o que influencia na definição do preço do serviço contratado, entre outras questões.

Conheça 5 dicas sobre como avaliar um imóvel

As alternativas para uma avaliação segura da sua moradia, identificando o preço adequado do bem para ser posto à venda, são várias. Agora, você vai perceber que existem alguns quesitos comuns a todos os imóveis e que precisam ser analisados na hora da definição do preço da sua propriedade.

É importante que você tenha em mente que todos esses pontos o ajudarão a entender o valor de seu imóvel. No entanto, a orientação de um profissional sempre é de grande ajuda e pode enriquecer ainda mais as suas propostas de negociação e abrir seus horizontes sobre as estratégias de venda.

Além disso, caso você esteja procurando algum imóvel para comprar, estas dicas também vão ajudá-lo a fazer a comparação para entender quais deles conta com o melhor custo-benefício.

Veja agora as 5 dicas que preparamos para que você faça a melhor cotação possível do patrimônio e saiba como avaliar um imóvel de forma segura e precisa.

1. Verifique o valor de imóveis semelhantes

A primeira dica está em procurar se informar sobre o preço de venda dos imóveis no bairro e na região em que o imóvel está localizado. Evidentemente que é normal que ocorram variações, mas é possível estabelecer um valor médio do metro quadrado.

Você pode encontrar esses valores perguntando na vizinhança ou, caso haja algum imóvel à venda, procurar saber com o próprio corretor ou em sites de buscas especializadas. Nesses sites você pode buscar imóveis que sejam semelhantes ao que você está consultando: nesses portais, você terá acesso à fotos, localização, dados e informações que podem ajudá-lo a entender melhor o seu imóvel.

Durante a pesquisa de preços de um imóvel com as características do seu ou do qual você está pretendendo comprar, um bom indicador é procurar saber daqueles que foram comercializados recentemente.

Normalmente, o valor de negócio fechado com residência semelhante é o que você conseguirá na hora de vender o seu e, assim, saberá como avaliar o seu imóvel.

2. Saiba mais sobre a valorização da localização

Esse é um dos itens mais importantes para saber como avaliar um imóvel. Em qualquer cidade existem os bairros e regiões preferidas para morar, fazendo com que o preço do metro quadrado valha mais. Há também as mais populares, nas quais os empreendimentos são menos valorizados do que nos pontos com melhor infraestrutura.

Antes de começar a avaliar o imóvel, faça uma pequena análise do seu bairro e concentre-se em pontos como segurança, poluição, movimentação, meios de locomoção, escolas, centros comerciais, proximidade da área central, áreas verdes e assim por diante.

Esses aspectos são importantes de serem avaliados, pois dentro do bairro existem vários critérios que podem interferir no preço final e definir significativamente como avaliar um imóvel.

Por exemplo, se o bem está situado em uma rua mais tranquila, o metro quadrado será mais valorizado, mas se a via for movimentada e com muita poluição sonora, o metro quadrado tende a ser menos valorizado.

Outro fator relacionado à localização é a distância dos centros comerciais e da infraestrutura de transporte e serviços, como mencionamos acima. Quando o imóvel é mais próximo, oferece mais comodidade e facilidade à vida às pessoas, o que o torna mais valioso. Já quando é mais distante, exigindo deslocamentos, o seu preço é menor, especialmente quando se trata de grandes cidades.

Recentemente, notamos que há pequenos movimentos de valorização de áreas diferentes nas cidades, principalmente de terrenos que ficam em uma área que começa a ser ocupada com casas e outros estabelecimentos. Nesses casos, entender o futuro da região também é ótimo para decidir comprar um imóvel ou vender, além de entender como pode ser feita a avaliação nesses casos.

É importante ter em vista também que muitos imóveis podem ter um valor baixo no momento, mas que têm chances de aumentar no futuro. Ter isso em mente é uma grande vantagem, principalmente para quem quer comprar imóveis como forma de investimento.

3. Conte com a ajuda de um profissional

Temos aqui uma dica que é indispensável para obter uma avaliação precisa. Você deve compreender quais são os critérios que determinam os preços no mercado imobiliário, conforme mencionamos acima, mas é preciso ter um pouco mais de cuidado nessa questão.

Levando em consideração que esse é um setor de negócios muito especializado e dinâmico, é recomendável procurar o suporte e o assessoramento de um corretor para saber como avaliar um imóvel. Inclusive, é esse tipo de profissional que poderá auxiliar você a entender quanto custa avaliar um imóvel.

Ele é preparado e experiente o bastante para apontar condições vantajosas ou as desvantagens durante os procedimentos de negociação, trazendo a realidade à tona. É um profissional competente para demonstrar as relações de valores, confirmando ou ajustando a pesquisa que você realizou, e que dispõe de estratégias de negócio consolidadas em anos de experiência.

Porém, é claro que nem todos contam com essa habilidade e experiência, por isso, é fundamental conhecer a tradição do profissional e/ou da imobiliária. Então, sugerimos levantar o cadastro no mercado, verificar a estrutura física da empresa, visitar o site e outras ações que você achar necessário para avaliar a sua idoneidade.

Assim, você se certificará de que terá a melhor orientação para saber como avaliar um imóvel de forma precisa e vantajosa para as suas finanças, independentemente de quanto isso custará para o seu bolso.

Escolher a assessoria de quem tem credibilidade no mercado é vital para a comercialização do seu patrimônio. Além de intermediar a sua relação com os compradores potenciais, ela oferece acompanhamento técnico e jurídico, da avaliação à escritura, garantindo a segurança da transação.

4. Pesquise em sites especializados

Outra ótima oportunidade para saber qual o preço aproximado da sua propriedade são as ferramentas de busca de imóveis em sites especializados do segmento imobiliário, como o Moving Imóveis, por exemplo. Por lá, você consegue saber exatamente como avaliar o seu imóvel sem precisar sair de casa!

O comércio eletrônico aumentou as oportunidades para o mercado imobiliário. Atualmente, pesquisar imóveis está muito mais fácil que antigamente, você não precisa se deslocar até a uma imobiliária ou marcar uma visita em companhia do corretor, basta acessar uma página da internet.

Nos sites estão disponíveis as informações indispensáveis para que você possa avaliar o valor de sua morada, incluindo fotos, textos, vídeos e outros dados importantes para que a precificação do patrimônio seja a ideal.

Além disso, é possível verificar a localização, o número de cômodos, bem como toda a estrutura do imóvel. A dica aqui é tentar encontrar o máximo de imóveis semelhantes possíveis ao que você quer avaliar, feito isso, tente entender qual deles pode dar uma base boa sobre o preço.

5. Considere o tempo de construção do imóvel

Geralmente, imóveis mais novos costumam ter uma diferença significativa de valorização em relação às construções mais antigas. Afinal, são construções mais adequadas à realidade atual e também por oferecer uma qualidade melhor na sua infraestrutura.

Estamos falando principalmente da infraestrutura interna em que é possível encontrar desde tomadas do novo padrão até piscinas, academias e outros itens modernos.

Ainda que os imóveis mais antigos ofereçam plantas e ambientes mais espaçosos como influenciadores de valorização, eles podem apresentar um custo mais alto de manutenção e a necessidade de reforma.

Então, é preciso colocar na ponta do lápis o custo-benefício de cada um deles: será que compensa pagar mais barato por um imóvel antigo? Ou será que é mais vantajoso adquirir um imóvel novo e não precisar ter gastos com manutenção?

Portanto, para saber como avaliar um imóvel adequadamente, procure conhecer o seu tempo de existência e some esse fator aos outros citados neste texto. Não se esqueça de contar com a ajuda de profissionais especializados no assunto.

Quanto custa avaliar um imóvel

Agora, vamos entrar em um dos pontos principais, que é o custo da avaliação de um imóvel. De cara, já podemos dizer que não existe um custo fixo para isso, depende muito do profissional ou da empresa que presta o serviço. Porém, é importante você ter em mente algumas questões para saber comparar quando estiver pesquisando as suas possibilidades.

Antes de mais nada é preciso que você saiba que os profissionais e as imobiliárias são livres para realizar a precificação da maneira que acharem mais adequada. Porém, saiba que existe uma referência geral que pode ser levada como base.

Essa referência é a Tabela de Honorários do IBAPE (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia), que pode dar uma noção do quanto vale esse tipo de serviço. Veja aqui um exemplo da Tabela do Estado de São Paulo.

Como a avaliação do imóvel é realizada

Por fim, vamos falar um pouco mais na prática como a avaliação do imóvel é realizada. Saiba que para avaliar corretamente uma propriedade imobiliária e garantir uma boa negociação, nada melhor do que adotar todos os procedimentos necessários para qualificar a sua proposta e atestar as informações sobre o patrimônio que você deseja comercializar com um laudo de avaliação imobiliária.

Estamos falando de um serviço específico para dar o valor de mercado do imóvel: o Parecer Técnico de Avaliação Mercadológica (PATAM), ou Laudo de Avaliação. Ele é fornecido por corretores de imóveis e peritos avaliadores, estipulando o preço de um determinado bem para compra, venda ou aluguel.

Apesar de pouco difundido, o Laudo de Avaliação é muito utilizado pelos bancos para a liberação de financiamento, calcular seguros e também aferir bens de instituições públicas e organizações privadas — ou seja, é um documento que ajuda a guiar todo esse processo.

Na Justiça, ele é utilizado em processos litigiosos de divórcio, herança e separação societária comercial, entre outras ações. Portanto, podemos dizer que o Laudo de Avaliação de um imóvel tem muitas funções que podem ser aplicadas a diversos contextos.

Agora que você já terminou de ler este artigo com as dicas e orientações sobre avaliação de imóveis é possível observar mais de perto o quanto o valor de uma casa ou apartamento é influenciado por muitos fatores, não é mesmo?

Sabendo como avaliar um imóvel, fica mais fácil entender os critérios de formação e os fatores mercadológicos que influenciam o preço e a venda dele, aumentando as possibilidades de fazer um excelente negócio.

Agora você já sabe como e quanto custa avaliar um imóvel e a importância desse passo para o sucesso das suas negociações. Seguindo todas essas dicas, você certamente fará um bom negócio com a venda de seu imóvel ou no momento de comprar um novo.

Fonte:  Blog Moving Imóveis

Deixe seu comentário