Início Blog Colunistas Reforma do IR tem efeitos negativos para o investidor imobiliário, mas pode...

Reforma do IR tem efeitos negativos para o investidor imobiliário, mas pode favorecer corretor autônomo.

Entenda como as mudanças na reforma do imposto de renda, afeta diretamente o mercado imobiliário e o corretor autônomo.

  • O que muda para o corretor autônomo?
  • O que muda para o corretor que possui um CNPJ no simples nacional ou lucro presumido?
  • O que muda para o investidor imobiliário?
  • Fim dos juros sobre Capital próprio.

Segundo o projeto de Lei 2.337/2021 aprovado na câmara dos deputados, chegou ao Senado para ser analisado, o qual deve ser analisado esse mês.

O que muda para o corretor autônomo?

Para os corretores autônomos a faixa de isenção do imposto de renda passará de R$ 1.903,98 para R$ 2.500. Ou seja, quem ganha até esse valor, não paga imposto, isto representa uma correção de 31%. As demais faixas terão reajuste entre 13,2% e 13,6%, enquanto as parcelas a deduzir aumentam de 16% a 31%. Deduções com dependentes e educação continuam no mesmo valor. Isso favorece o corretor autônomo pois esse pagará menos imposto de renda a partir de 2022.

O que muda para o corretor que possui um CNPJ no simples nacional ou lucro presumido

FONTE: https://www.gov.br/reformatributaria

O que muda para o corretor que possui um CNPJ no simples nacional ou lucro presumido?

A tributação de lucros e dividendos distribuídos pelas empresas a pessoas físicas ou jurídicas que tanto está sendo discutida exclui a tributação para as micros e pequenas empresas participantes do Simples Nacional e tributadas pelo lucro presumido (desde que esteja faturando até o limite do simples nacional – R$ 4.8 milhões/ano),

Leia também: As 10 principais dúvidas que todo corretor tem antes de abrir um CNPJ

O que muda para o investidor imobiliário?

O projeto prevê a cobrança de uma alíquota de 20% sobre lucros e dividendos, que hoje são isentos de tributação. Isso muda tudo para o investidor imobiliário principalmente aqueles que possuem empresas com propósito específico e ou grandes construtoras pois recebem o retorno do investimento através de dividendos/distribuição de lucros, que até então eram isentos. Isto pode desacelerar e muito o mercado imobiliário.

Fim dos juros sobre Capital próprio.

A proposta prevê o fim dos juros sobre o capital próprio(JCP), que são uma forma de lucros pelas empresas. Quando criado a intenção era estimular o aporte de capital, mas têm sido usados pelas empresas para pagar menos tributos.

Fizemos um resumo dos principais pontos que podem afetar o mercado imobiliário com a reforma do imposto de renda, acompanhe o projeto de lei 2.337/2021.

Everton de Oliveira
CEO – Azon contabil
Contador consultor tributarista. MBA em auditoria e controladoria imobiliária
Formado pela PUC Campinas.
Instagram: @Azoncontabil
Whatsapp: (11) 96411-9375
E-mail: [email protected]

Deixe seu comentário