Quais devem ser as dicas de um bom corretor para valorizar o imóvel

Segundo a Associação Brasileira de Design de Interiores (ABD), o segmento de decoração apresentou um crescimento de 500% nos últimos 10 anos. Atualmente, o setor movimenta cerca de 7 bilhões de reais por ano.

Não é por menos. Para especialistas do mercado imobiliário, uma bela reforma pode valorizar o imóvel entre 30% e 40%. Diante desses dados, é possível afirmar que reformar e decorar a casa não são custos, mas, sim, um ótimo investimento.

Se o proprietário do imóvel ainda não sabe disso, compete ao corretor de imóveis dar esse toque nele. A ideia é que ele faça a reforma antes de você começar a divulgar a oferta pela internet e marcar visitas de interessados no imóvel.

Afinal de contas, se você apresentar um imóvel em péssimas condições a um cliente, ele deixará de ser um interessado e, pior, procurará outro profissional. Com base nisso, essas devem ser as dicas de um bom corretor de imóveis.

Veja a seguir, o que você pode falar a seus clientes sobre decoração e reformas:

Pequenos consertos ajudam a valorizar

Problemas na estrutura, como cano rompido e quadro elétrico instável, não podem ser escondidos. Muito pelo contrário, eles devem ser solucionados. O ideal é que comprador invista um dinheiro para consertar esses transtornos.

Caso ele não tenha dinheiro suficiente, trate de avisar os interessados pelo imóvel que esses problemas existem. Lembre-se, mais do que ser um bom vendedor, o corretor deve ser transparente.

Pinturas ou papéis de parede, qual o melhor ?

Com o passar do tempo, as paredes ficam sujas e manchadas. A solução? Uma nova pintura. Além de ser um reparo que não custa muito tempo (e nem dinheiro), isso dá a sensação de que o imóvel é novo, limpo e organizado.

Mas tome cuidado. Na hora de escolher as cores, prefira as que tenham tons claros, uma vez que elas expandem o ambiente. Ao contrário, as cores escuras dão a impressão que os cômodos ficam menores.

Uma alternativa à pintura é usar papéis de parede que, aliás, são uma das tendências mais fortes do mercado de decoração. A lógica é a mesma das tintas: prefira cores neutras e claras para as estampas. Contudo, os papéis de parede tem os custos mais elevados.

Mobília recomendada. Durabilidade e usabilidade

Outra forte tendência do setor de decoração é apostar em móveis de madeira, inox e alumínio. Eles garantem uma maior longevidade. Ou seja, apesar de serem mais caros, não há a necessidade de trocar de mobília de tempos em tempos.

De quebra, os móveis desse tipo facilitam a limpeza da casa no dia a dia e deixam o ambiente mais clean.

No lugar de encher a casa de móveis, você pode, também, sugerir a remoção de alguns que só ocupam espaços desnecessários dentro da casa. Compete a você avaliar e indicar as melhores soluções a seus clientes.

Plataforma ERP ville Imob

Troca de piso, fique ligado as tendências

Carpetes e excesso de tapetes não estão mais na moda. Para completar, eles dificultam a rápida limpeza da casa e, ainda, retêm bactérias e fungos, o que é um grande transtorno para quem tem problemas respiratórios.

Nesse sentido, é recomendável trocar carpetes por pisos frios. Dê preferencia a pisos de madeira que garante uma durabilidade de quase 20 anos, além de facilitar a limpeza e serem mais aconchegantes.

Contudo, cuidado para não elevara muito o orçamento e dificultar repassar isso depois para o comprador. Não se esqueça de utilizar um software imobiliário onde você pode escolher para cadastrar qual o tipo de piso de cada ambiente do imóvel, como é o da plataforma ville Imob. Sempre cadastre um imóvel com ricos detalhes, isso irá potencializar e muito suas vendas e locações.

Sem exageros, cada caso é um caso

Cada imóvel uma recomendação. Não pegue todas essas dicas e aplique a todos os clientes. Em primeiro lugar, você deve fazer uma avaliação detalhada para diagnosticar os problemas de cada imóvel.

Só depois você apresenta as soluções. Lembre-se, também, que as reformas devem ser breves para não atrasar a negociação do imóvel e os valores não podem ser muito grandes, tendo em vista que esse imóvel será futuramente vendido e seu cliente (o vendedor) tem que recuperar esse dinheiro investido.

Aqui, o corretor sempre deve se colocar no lugar do comprador. E é óbvio que ninguém deseja comprar um produto pouco atraente. Em resumo, apresentar um imóvel em bom estado, limpo e organizado aumenta as chances de venda.

Nesse sentido, um corretor de imóveis que saiba dar dicas de decoração e reformas ganha uns pontos a mais com seus clientes.

 

Fonte: Plataforma ville Imob

 

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário!