Conheça o perfil dos brasileiros que investem no mercado imobiliário dos EUA

Você se lembra como andava o setor imobiliário há uns 8 anos? Era 2008, no auge da crise econômica que atingiu o país. Enquanto o mercado brasileiro experimentava uma supervalorização, a economia norte-americana sofria e fazia os preços dos imóveis despencarem em até 80%.

Esse fenômeno, resultado do estouro da bolha imobiliária no país, abriu os olhos de investidores estrangeiros para a compra de imóveis nos Estados Unidos. Entre eles, muitos brasileiros seguiram essa tendência.

De acordo com uma pesquisa da Associação Nacional de Corretores de Imóveis dos Estados Unidos, os brasileiros aparecem em quarto lugar na lista de estrangeiros que mais investem no mercado imobiliário do país. À frente dos brasileiros, estão apenas canadenses, ingleses e australianos.

De 2008 para cá, o mercado imobiliário norte-americano vem mostrando sinais de recuperação. Para se ter uma ideia, os preços recuperaram 50% do seu valor antes da crise, em média. A tendência é que os preços avancem mais 30% nos próximos anos. A recuperação desse mercado é motivo para renovar o interesse dos brasileiros.

Quem são os investidores brasileiros?

O estado preferido dos brasileiros é a Flórida, estado onde ficam as cidades de Miami e de Orlando. De acordo com a pesquisa “Profile of International Home Buyers in Florida”, o tipo de imóvel preferido pelos brasileiros (97%) está localizado em condomínios.

Metade dos imóveis foram comprados com o objetivo de passar férias. Apenas 11% são exclusivamente para fins de locação e de retorno financeiro. A taxa de retorno da locação gira em torno de 7% a 8% líquido ao ano.

A pesquisa ainda revela que os brasileiros compram imóveis mais caros. Enquanto o valor médio das casas negociadas na Flórida em 2013 foi de 300 mil dólares, os brasileiros desembolsaram, em média, 458 mil dólares.

Antes de investir no exterior, fique atento a alguns pontos

Ao contrário dos que muito pensam, está mais barato comprar um imóvel luxuoso lá fora do que aqui no Brasil. Por exemplo, é possível adquirir uma casa de alto padrão, com três suítes, piscina e em condomínio fechado por 250 mil dólares. Na região metropolitana de São Paulo, um imóvel com essas características não sai por menos de 3 milhões de reais.

No entanto, antes de comprar imóveis no exterior, é preciso ficar atento a vários detalhes. Se você for continuar morando no Brasil, boa parte do tempo o imóvel ficará vago. Para você não sair perdendo dinheiro, ao arcar com as despesas fixas (água, luz, condomínio), a locação é uma alternativa. Para tanto, você precisa saber se o imóvel que você pensa investir lá fora tem bastante procura ao longo do ano e, claro, se é possível colocá-lo para alugar.

Você precisa ficar atento, também, à variação cambial. Com a possibilidade de uma desvalorização do real ainda maior, esse mercado pode ficar drasticamente diferente em pouco tempo. Tenha isso em mente antes de decidir pelo investimento.

Banner_Guia

Deixe seu comentário