Custo de aquisição de cliente, saiba o que é e como calculá-lo

Você utiliza métricas para avaliar a saúde financeira de sua empresa? Sabia que um dos principais indicadores capazes de fazer um diagnóstico preciso de seu negócio é o custo de aquisição de cliente ou CAC? Trata-se de uma ferramenta essencial para saber quanto foi investido para atrair seus clientes.

Por meio desse indicador, é possível saber sua rentabilidade e identificar onde será necessário reavaliar estratégias para aumentar a competitividade e obter melhores resultados. Dessa forma, você avalia se o que foi aplicado é maior ou menor do que o retorno. Elaborar métodos para otimizar o CAC pode ser decisivo para o sucesso nos negócios.

Neste texto, você vai saber como calcular essa métrica e a importância de mantê-la sob controle. Continue a leitura e confira!

O que é Custo de Aquisição de Clientes ou CAC?

O CAC (Custo de Aquisição de Clientes ou Customer Acquisition Cost) é um indicador que avalia o investimento médio e os esforços envolvidos para conquistar um cliente. Ao mesmo tempo, é verificado se o retorno compensou todos os gastos e empenho dedicados.

Não é difícil imaginar que um cliente traz uma série de custos para qualquer empresa, não é mesmo? Afinal, existe todo um investimento para atrair leads — muitos profissionais são envolvidos, além das campanhas de anúncios em redes sociais, marketing de conteúdo e outras formas que envolvem alguns gastos.

Essa captação, no entanto, precisa gerar lucros. Do contrário, todo o trabalho será em vão e a empresa não faturará. Calcular esse custo faz toda a diferença para quem deseja ganhar dinheiro com novos clientes.

Os resultados obtidos com o cálculo do custo de aquisição do cliente ajudam os gestores na tomada de decisões que envolvem optar por outras estratégias mais eficazes. Veja, a seguir, como calcular!

Como calcular o CAC?

O cálculo pode ser feito utilizando-se a seguinte fórmula:

  • Custo de aquisição do cliente = custos para gerar uma venda ÷ número de clientes

A fórmula consiste em dividir o somatório de tudo que foi investido nos setores de vendas e marketing pelo número de clientes conquistados em um determinado período. Por exemplo, imaginemos que, em um bimestre, a empresa tenha feito investimentos de R$3.000,00 e captado cinco clientes novos. Seu CAC é de R$600,00.

Se cada cliente conquistado der um lucro para a empresa acima de R$600,00, o negócio está sendo rentável. Do contrário, será prejuízo — um sinal de que novas estratégias devem ser articuladas com foco na diminuição do CAC e na aquisição de novos leads.

Como você viu, o cálculo é simples, se nos basearmos em variáveis básicas. Mas tudo vai depender do que se deseja medir. Os resultados podem ser dos mais superficiais aos mais profundos.

Logicamente, para resultados aprofundados, precisaremos de mais informações sobre o trabalho dos setores de marketing e vendas. Por consequência, teremos resultados mais fiéis quanto à rentabilidade do negócio.

O que deve entrar no cálculo do custo de aquisição de cliente?

Na hora de fazer o cálculo do custo de aquisição de cliente, só entram dados relacionados aos setores de vendas e marketing. Veja:

  • criação e campanhas de anúncios (tráfego pago);
  • e-mail marketing;
  • produção de conteúdo;
  • links patrocinados;
  • telemarketing;
  • participação em eventos;
  • treinamento das equipes;
  • salários;
  • infraestrutura oferecida aos vendedores;
  • comissões, entre outros.

O que não estiver relacionado diretamente à aquisição de clientes não deve entrar nessa conta, como os gastos referentes ao setor administrativo da empresa.

Como reduzir o seu custo de aquisição de cliente?

Agora que você já sabe como calcular o CAC, já é possível trabalhar para melhorar os resultados. Veja como!

Atraia mais leads com potencial

Atrair leads não basta: é preciso que sejam convertidos em clientes rapidamente. Por isso, quanto mais tempo você ficar perdendo com eles, mais custos a empresa terá. Sendo assim, é essencial atrair leads, mas que sejam qualificados e que demonstrem interesse desde o início.

Otimize suas conversões

Investir nas melhores estratégias é uma forma de potencializar suas conversões. Diante disso, o melhor é focar nos canais — como e-mail marketing, redes sociais e telemarketing — que mais convertem clientes. Para aqueles que não trazem tanto retorno, o ideal é tentar elaborar métodos mais eficazes.

Experimente o Inbound Marketing

O Inbound Marketing — que na sua tradução significa marketing de atração — é uma estratégia muito utilizada para despertar o interesse do público-alvo. Consiste na criação de conteúdos relevantes (com recursos de SEO), que chegam aos interessados por meio de uma simples busca no Google.

O prospect chega ao site por intermédio do conteúdo quando procura um serviço ou produto.

Reduza os custos

Você pode reduzir os custos verificando tudo que investiu e avaliar o que não trouxe retorno. Mudar a estratégia nessa fase é essencial: o que não estiver gerando conversões deve ser modificado ou substituído por outra ação mais eficaz.

Uma simples ação que não gere retorno, quando deixa de ser praticada, já reduz custos. Aplicar esse recurso em outra estratégia é uma ótima medida.

Faça automação de marketing

O investimento em automação de marketing com a compra de softwares, certamente, vai aumentar o CAC momentaneamente. No entanto, essa ação vai gerar, em longo prazo, resultados relacionados à divulgação de seu produto, com consequente redução de custos.

A equipe que estaria mobilizada para essa atividade, com a automação, será direcionada para outra tarefa. Assim, será muito mais útil e produtiva, contribuindo também para a melhorar os resultados.

Quais são os principais benefícios do CAC?

À primeira vista, parece uma coisa simples de ser mensurada. No entanto, é de vital importância saber o custo de aquisição de cliente para que sua empresa se mantenha competitiva e forte no mercado. Confira quais são as principais vantagens desse indicativo e como ele pode tornar sua empresa mais produtiva e rentável:

  • contribui com as estratégias de marketing: após análise do CAC, é possível modificar algumas táticas para melhorar os resultados;
  • ajuda na tomada de decisões: ao perceber, por meio do CAC, custos elevados para conquistar poucos clientes, as tomadas de decisões são otimizadas para buscar soluções;
  • possibilita ter noção sobre a saúde do negócio: o indicativo permite avaliar a rentabilidade da empresa. Com isso, se tem uma noção exata sobre sua a situação.

Como você conferiu neste artigo, o custo de aquisição de cliente é um indicativo essencial para sabermos a rentabilidade de uma empresa. Esse simples cálculo é decisivo para se ter um diagnóstico sobre a situação financeira de um negócio e, dessa forma, reunir forças para atingir as metas de desenvolvimento e de crescimento.

Fonte: Moving Imóveis

Deixe seu comentário