Corretores encontram alternativas frente à alta da Selic e mudanças no mercado imobiliário

Portais imobiliários voltados para profissionais são uma das opções para garantia de intermediação segura nas transações.

Diversas mudanças vêm causando dificuldades ao trabalho dos corretores de imóveis no Brasil.

Os profissionais, fundamentais para a boa negociação entre proprietários e compradores, enfrentam adversidades causadas especialmente por conta do aumento da taxa Selic.

O ano passado foi promissor nas vendas de imóveis, com aumento de 12,8% em comparação com 2020, de acordo com os dados do estudo Indicadores Imobiliários Nacionais do 4º trimestre de 2021, feito pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional), em parceria com a Brain Inteligência Estratégica.

Porém, em queda desde o final do ano passado, a venda de imóveis em todo o país teve redução de 9,5% no terceiro trimestre de 2022, quando os custos de insumos da construção e juros começaram a pesar mais para o setor.

De lá para cá, com a piora da situação econômica do país e o aumento de juros, os mais de 389,4 mil corretores em atividade no Brasil, segundo dados do Creci de 2019, estão sentindo na pele o impacto da taxa Selic, que influencia diretamente nos valores de financiamentos bancários.

A Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) é alterada a cada 45 dias pelo Comitê de Política Monetária (Copom) e, contrariando as expectativas de queda em 2022, vem sofrendo reajustes significativos.

O último aumento, realizado no começo do mês de maio, alterou a taxa de 11,75% para 12,75%.

Este, que representa o décimo aumento consecutivo da taxa, causa preocupação aos profissionais, representando um aumento histórico e impactando negociações de todos os setores no país inteiro.

O aumento da Selic faz subir as taxas de empréstimos, dificultando que os brasileiros consigam financiar imóveis com juros atrativos, sendo que o financiamento ainda é o meio mais procurado para possibilitar a compra de um imóvel.

Os impactos também se refletem na preocupação com o futuro por parte dos compradores, reduzindo a intenção de compra de imóveis.

De acordo com a mesma pesquisa realizada pelo Senai, em parceria com a Brain Inteligência Estratégica, a intenção de compra de imóveis nos próximos anos também caiu 7% no mesmo período, tendo o aumento da inflação como motivo citado por 45% dos entrevistados.

Unificação de portais e desvalorização do profissional

Outra questão que vem dificultando a atuação dos profissionais é a recente unificação dos maiores portais online de anúncio de imóveis para compra, venda e aluguel, com a incorporação do Zap Imóveis e VivaReal pela OLX.

Desde a compra dos dois e a criação do Grupo Zap, que unifica as três plataformas, os mesmos aumentaram repentinamente e sem justificativa, em 300% o valor da taxa de anúncios, além de promoverem mudanças contratuais que estão sendo consideradas como venda “casada” pelos corretores.

A categoria, inclusive, acionou recentemente o Ministério Público, por meio do Creci, questionando as práticas adotadas pelo grupo e que estão sendo consideradas “arbitrárias”.

Ainda, após a criação do Grupo Zap, foram enviadas mensagens aos usuários da plataforma incentivando a dispensa dos corretores imobiliários, como forma de economizar, indicando a venda de imóveis sem intermediação, o que preocupa os corretores e imobiliárias pelos riscos aos quais comprador e vendedor se expõem ao fazer uma transação sem acompanhamento profissional.

Nesse sentido, outra solicitação dos profissionais na ação enviada ao MP é para que o portal passe a exigir o registro Creci dos anunciantes quando os mesmos indicam ser corretores ou imobiliárias e dos proprietários uma comprovação de que realmente têm posse sobre o imóvel anunciado, aumentando a garantia das transações.

Portais voltados a profissionais são alternativas frente às dificuldades

Na contramão da desvalorização da profissão dos corretores de imóveis, alguns portais utilizam uma filosofia diferenciada buscam justamente o contrário.

Mais conhecido como um gerador de Leads imobiliários um desses portais se posiciona favorável em relação a categoria dos profissionais imobiliários.

Sabendo da importância de profissionais e empresas sérias, que têm papel fundamental na negociação de imóveis, alguns portais são focados justamente em parcerias com o setor.

Sabendo que o papel dos corretores vai muito além da criação de um anúncio e que passa por toda uma análise do imóvel, documentação e legalidade das negociações, além da própria divulgação atrativa, há portais voltados exclusivamente a profissionais, que intermediam a compra, venda e aluguéis.

Dessa forma, só permitem anúncios feitos por corretores com CRECI, garantindo bons negócios e segurança nas transações para todos os envolvidos: o comprador sabe que irá adquirir um imóvel com tudo em dia; o vendedor terá a segurança de receber valor justo e não precisará se preocupar com a venda e o próprio profissional ganhará um valor justo por seu trabalho sem pagar taxas abusivas, contando com a expertise de uma plataforma que irá colaborar para a divulgação e venda mais ágeis de sua carteira de imóveis.

Além disso, dispõem também de parcerias que facilitam o financiamento de imóveis, com simulação de parcelas e condições direto no site e de área de blog voltada especialmente a informações, dicas e notícias focadas no corretor de imóveis, colaborando para seu aperfeiçoamento, melhores negócios e consequente aumento nas vendas.

O mercado imobiliário cambaleia mas não cai, ao invés disso se aperfeiçoa e deixa espaço cada vez mais exclusivo para os verdadeiros profissionais.

Deixe seu comentário