5 dicas para ajudar seu cliente a financiar um imóvel com segurança

Você se sente preparado para atender todas as necessidades do seu cliente? Mais do que auxiliá-lo na procura de um imóvel, você precisa estar pronto para orientá-lo nas soluções certeiras. Neste momento seu cliente notará a diferença profissional entre um corretor e um consultor imobiliário. financiar um imóvel

Com isto em mente, você deve saber que o financiamento imobiliário é um dos maiores sonhos assim como uns dos maiores desafios do brasileiro. No entanto, é preciso estar atento a uma série de condições, riscos e cuidados que o comprometimento financeiro em longo prazo pode causar na vida do seu cliente.

Continue lendo o post, entenda alguns conceitos importantes e veja como ajudar seu cliente a financiar um imóvel com segurança.

Quais as principais dicas para comprar um imóvel com segurança?

Veja 5 dicas para ajudar seu cliente a financiar um imóvel com segurança:

1) A compra do imóvel não deve comprometer as finanças em mais de 30% da renda mensal líquida. Se for preciso, é possível compor renda com outra pessoa. Ou seja, é importante encontrar um imóvel que atenda as expectativas e necessidades dentro da capacidade de pagamento do seu cliente.

2) É fundamental entender quais são as taxas que envolvem um financiamento (avaliação do imóvel, seguros de vida e imóvel, ITBI, custo efetivo total, etc.), para que seu cliente não se assuste com as parcelas.

3) Normalmente as instituições trabalham com financiamento de até 80% do valor total do imóvel. Desta forma, é importante que seu cliente tenha no mínimo 20% de entrada.

4) Toda a documentação necessária para o financiamento, tanto de quem vai participar do contrato como do imóvel, deve estar atualizada. É importante providenciar tudo com antecedência.

5) O FGTS pode ser utilizado para financiar um imóvel. No entanto, é importante consultar as regras para utilizá-lo. Além disso, servidores públicos conseguem taxas e prazos especiais, então a profissão do seu cliente deve ser informada a financiadora.

Afinal, o que é home equity?

Caso você ainda não saiba o que é home equity, é hora de correr atrás do prejuízo e se informar melhor, tendo em vista que, com a alta concorrência do mercado imobiliário, você está correndo o risco de perder clientes para outros corretores. Em linhas gerais, este conceito nada mais é do que uma modalidade de crédito pessoal.

A grande diferença é que o credor disponibiliza o empréstimo tendo, em troca, um imóvel já quitado como garantia. Isso traz benefícios para quem está fazendo o pedido, pois como ele estará usando uma propriedade sua para abalizar a transação, isso traz mais segurança e torna possível conseguir taxas mais convidativas que as demais opções tradicionais.

Quais os principais benefícios do home equity?

Agora que você já entendeu melhor o que é home equity e está mais familiarizado com o seu conceito, vamos elencar alguns dos principais benefícios que essa modalidade de empréstimo pode oferecer para quem precisa. Dessa maneira, você pode informar melhor o seu cliente, caso ele tenha dúvidas. Acompanhe!

Taxa de juros mais convidativa – financiar um imóvel 

Um dos principais benefícios do home equity, como falamos acima, é a segurança que usar a propriedade como garantia proporciona para a instituição que disponibilizará o crédito. Isso acaba desestimulando a possibilidade de inadimplência, o que se reflete nas condições oferecidas para o cliente, como uma taxa de juros mais convidativa.

A maioria das outras modalidades de empréstimo cobra juros altíssimos, fazendo com que a pessoa acabe pagando, no final das contas, muito mais do que pegou emprestado. Os corretores bem informados precisam saber desse diferencial, pois isso é essencial para quem precisa levantar recursos para a aquisição de propriedades.

Mais prazo de pagamento

Da mesma maneira que a segurança proporcionada pelo imóvel usado como garantia tende a permitir taxas de juros bem mais convidativas, isso também acaba se refletindo positivamente nos prazos de pagamento. Perceba que a instituição credora, em linhas gerais, não desejará tomar o seu patrimônio, mas sim receber os valores do empréstimo.

Diante dessa realidade, caso você solicite um valor emprestado via home equity, é muito mais provável que você consiga ter mais fôlego para pagar as prestações. Dependendo do caso, da quantia, do seu perfil e das regras da empresa, é possível ultrapassar décadas de parcelamento, não trazendo tanto sufoco para o seu bolso.

Maior valor de empréstimo

Naturalmente, como você está dando um imóvel como garantia, é mais provável que a instituição credora não tenha tanta necessidade de limitar o valor do empréstimo. Sendo assim, você pode conseguir quantias mais elevadas, que fiquem em melhor sintonia com as suas necessidades e demandas financeiras no momento.

Além disso, se você realizar um empréstimo via modalidade home equity, você tem mais liberdade na destinação do dinheiro, ao mesmo tempo em que garante a utilização normal da sua propriedade. A burocracia também acaba sendo menor e não é raro que a aprovação seja concedida até mesmo para quem tem alguma restrição no CPF.

Agora você já conheceu os benefícios do home equity e sabe de que forma esta modalidade pode ser útil na aquisição de uma propriedade, aproveite estas orientações para ajudar seu cliente a achar a solução de financiamento adequada a seu perfil. O home equity, por exemplo, pode ser usado por quem quer um empréstimo para quitar a entrada. Lembre-se, para ser um consultor imobiliário de sucesso é preciso manter-se informado!

Fonte: Dourados News

Deixe seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui