WhatsApp começa a limitar o envio de mensagens

A partir da mudança cada mensagem só poderá ser encaminhada a 20 pessoas, no máximo, e textos repassados terão uma observação para alertar o destinatário.

É fácil espalhar notícias falsas através do WhatsApp. O Facebook conta com algoritmos que prometem reduzir seu alcance e oferece a possibilidade de denunciar posts fraudulentos, mas o WhatsApp não tem virtualmente limite nenhum. Se a mensagem possuir algum apelo, viraliza em questão de horas – mesmo se for a mais deslavada cascata.

Para tentar combater isso, o WhatsApp anunciou uma mudança: agora, o aplicativo irá limitar o uso do recurso “encaminhar mensagem”, o mais usado para espalhar inverdades. O usuário não poderá encaminhar a mesma mensagem para mais de 20 pessoas ou grupos, o que reduz seu potencial de viralização. Além disso, o WhatsApp avisará os destinatários de que aquela mensagem é um encaminhamento (para que eles fiquem mais atentos e desconfiem de seu conteúdo).

No entanto, ao anunciar os novos limites, o WhatsApp não citou diretamente o problema das “fake news” (notícias falsas). “Acreditamos que essas mudanças – que continuaremos a avaliar – ajudarão a manter o WhatsApp do jeito que ele foi projetado para ser: um aplicativo de mensagens privado”, disse a empresa.

Deixe seu comentário