Nova tendência do mercado imobiliário aquece mercado de self storage

A alta densidade demográfica das grandes cidades e a mudança nos núcleos familiares fizeram com que o mercado imobiliário se reinventasse. Ao invés dos grandes imóveis, preparados para receberem grandes famílias, está cada vez mais comum encontrar apartamentos menores, ideais para famílias pequenas ou até mesmo para quem deseja morar sozinho.

Essa tendência fez com que um outro mercado ficasse mais conhecido no país. O self storage tem crescido mais a cada ano no Brasil, mesmo em um cenário de crise. A forma de armazenar móveis e documentos, entre outros itens, surgiu como uma alternativa para quem vai se mudar para um ambiente menor ou, simplesmente, para quem já não possui espaço em casa ou no apartamento.
Self storage representa mais economia

Usar o self storage não é só uma maneira de economizar espaço na sua casa, mas também de economizar dinheiro. Em meio a tantos empreendimentos com espaço reduzido, essa pode ser a melhor opção. Ela oferece a possibilidade de se optar por morar em um imóvel menor e com custos menores e pagar por uma área “externa”, para armazenar somente aquilo que você irá precisar em algum outro momento.

Muito popular nos Estados Unidos, o self storage cresceu por oferecer praticidade, segurança e economia. Pessoas em fase de mudança ou quem não tem uma área em casa reservada para guardar certos itens, como decoração de Natal ou decorações sazonais, escolhem essa modalidade de armazenamento, garantindo que tudo isso seja guardado em condições ideais e sem comprometer os espaços da sua residência.
Inovação para o setor

Para se manter aquecido ou até mesmo se tornar mais popular entre o público de pessoas físicas, o mercado de self storage também vem passando por algumas transformações. Essas alterações em seu estilo dizem respeito, principalmente, às novas necessidades de quem precisa armazenar objetos mais simples e que não pretende ir até muito longe para manter esses itens.

É por isso que cada vez mais empresas do segmento têm tomado lugares mais próximos aos centros urbanos. Em São Paulo está muito mais fácil encontrar um self storage próximo de grandes avenidas e empreendimentos residenciais, fazendo com que se torne uma opção ainda mais viável para quem pretende contratar essa modalidade de armazenamento.

Fonte: Cenario MT

Deixe seu comentário