Quais as mudanças que devem acontecer no mercado imobiliário?

Especialistas ressaltam que é difícil prever o que vai acontecer nos próximos 6 meses no mercado imobiliário, porém existem algumas ações que devem ser feitas

Já estamos no final do ano e muitas pessoas se perguntam como será o mercado imobiliário daqui 6 meses? Para entendemos, historicamente, o preço dos imóveis desde 1965, em São Paulo, vem com queda e chega a 16% em termos reais.

Já o no Brasil, a diminuição é de 20%. É uma queda relativamente pequena, devida a crise econômica severa que passamos. Com isso, o preço do imóvel caiu, mesmo quando comparamos no histórico.

Especialistas ressaltam que é difícil prever o que vai acontecer nos próximos 6 meses no mercado imobiliário, porém existem algumas ações que devem ser feitas para um crescimento ainda maior do mercado de imóveis.

Listamos duas ações que devem ser feitas para termos um mercado imobiliário cada vez melhor:
Juros menores

Quando os juros aumentam no país, ele atinge diretamente o mercado imobiliário, se falando no preço dos imóveis. O que acontece com o dono de um imóvel? Se ele deixasse no banco, ele poderia ter um rendimento maior, com os juros mais altos. Se os juros é 10% ao ano e vira 15%, isso afeta o mercado imobiliário.

E o comprador? Ele acaba preferindo manter o dinheiro rendendo na poupança e investe futuramente nos próximos anos.

Tecnologia

É preciso continuar inovando para alavancar ainda mais o mercado imobiliário. Esse novo clico mais tecnológico será marcado pela convergência de nós humanos, com a inteligência artificial e outras tecnologias. O mundo viveu três revoluções indústrias, depois de todas elas, se levou um tempo até que fossem adotadas. A inovação virá, principalmente, na praticidade das transações. A tecnologia, sem dúvida, irá ajudar nesse processo aumentando a liquidez do setor.

Resumo do conteúdo da palestra de Eduardo Zylberstajn, coordenador do FipeZAP, no Conecta Imobi 2018.

Fonte: VivaCorretor

Deixe seu comentário