Pensamento positivo X objetivo da casa própria

Tudo é questão de ponto de vista, da forma como você prefere enxergar, com crise ou sem crise para algumas pessoas é muito fácil encontrar oportunidades, saídas e soluções, é como se brotassem na frente delas, porque será que pra algumas pessoas é tão fácil e para outras é tão desafiador esses momentos? Qual é o segredo dessa facilidade de lidar com essas ocasiões? casa própria

A ótica das pessoas positivas trazem as soluções escancaradas, então é fato que a minha forma realista e racional me afasta das possibilidades? A resposta é sim. Essa “energia” se assim podemos chamar é o segredo para abertura do nosso olhar, já ouviu aquele ditado popular que diz que a água só corre para o mar? É verdade, tem fundo bíblico para quem tem crença e fundo científico para os céticos. É como na lei da atração, o magnetismo é uma forma de percebermos esses conceitos e crenças, onde a nossa mente atua como um imã capaz de vibrar com força suficiente para atrair os acontecimentos. casa própria

Faz sentido pra você? Pensar positivo funciona muito bem, afinal se você acorda atrasado, bate o dedinho no sofá, derruba o café e não se deixa abalar já ganhou o dia, parabéns.  O stress libera hormônios que ao longo do dia, e dos dias, fazem mal a saúde, o cortisol por exemplo em pequenas doses diárias é o causador de muitos infartos em pessoas na pegada workaholic, então vamos com calma porque é saudável.

Porém, todavia, só o pensamento positivo não engorda conta bancária, você vai precisar agregar algumas atitudes mais do que otimistas para ter essa resposta energética e mental na prática. A motivação não age sozinha ela deve estar alinhada ao otimismo e a ação.

Essas pessoas que conseguem enxergar as oportunidades na crise não estão preparadas pra isso, elas apenas sabem ver o futuro bom, um futuro com mais otimismo que as outras, por isso assumem responsabilidades pela própria vida e vão atrás do que desejam, não tem nada de especial nisso, é questão de aprendizado e calibragem, você também pode aprender a ser otimista.

A questão é que não se pode mudar a chavinha do dia pra noite, você deve insistir na mudança de comportamento, mudar de hábito não é fácil, mas para entender o fenômeno do pensamento positivo é só na prática meu amigo. Uma coisa é ter o desejo de algo, outra coisa é querer fortemente, pensar nisso todos os dias, de manhã, de tarde e de noite, isso faz esse pensamento tão forte que você tem mais motivação pra fazer acontecer essas conquistas, é uma construção, a base sólida é o seu pensamento forte e constante.

Nossa mente apesar de ter fortes desejos, identifica nossos medos naturalmente, isso faz com que peguemos alguns atalhos para desejos mais difíceis, é como se fôssemos por outro caminho que vai trazer um bem estar de 80% dos 100% que buscamos, e está tudo bem, é quase lá certo?

Por exemplo, você quer muito morar num lugar melhor, você sonha com a sua casa própria, quer comprar essa casa ou esse apartamento, mas a atual condição financeira não permite esse feito, um aluguel já seria mais possível, você consegue morar bem, onde você gostaria e como você sempre quis, é só decidir e está feito, fácil e indolor. São esses comportamentos que te aproximam ou te afastam do seu objetivo. Quando aproximam? Quando seu cérebro entende que é isso mesmo que você quer (você quer comprar sua casa própria e faz o que for preciso para conseguir) Quando te afastam? Quando seu cérebro percebe que você não está muito certo disso (um aluguel não é nada mal). Qual é seu objetivo mesmo?

O medo aqui pode ser seu amigo ou seu inimigo. Se você conseguir não apelar pra esse atalho tentador que o medo te propõe e optar pelo caminho desconfortável do teu real objetivo, racionalmente você só tem essa opção como resultado final. Se é preciso mudar alguns padrões você fará isso naturalmente, não vai fazer aquele gasto que você sabe que não é necessário e que vai te deixar mais distante do seu objetivo, como eu disse a chavinha já virou, você já estará economizando cafezinhos.

Agora, se optar pelo atalho do imediatismo, do conforto, do “vou esperar as coisas melhorarem”, ou “depois eu vejo isso”, não há um só resultado final, há vários, há experiências, há contornos, há atrasos, há mudanças de comportamento forçadas e não conscientes, mais sofrimento nos aprendizados e dois possíveis finais, o de chegar ao objetivo mais cansada(o) e o de não chegar ao objetivo, 80% tá ok.

Qual caminho é o melhor pra você? Cuidado com seus pensamentos, caminhos e objetivos, trace metas e coloque prazos, pense positivo, você que decide que é mais gostoso um cafezinho em casa, na sua casa.

Encontre consultoria gratuita para o planejamento desse caminho de realização, o site anapaularomeu.com.br possui várias opções pra você determinar seu objetivo.

 

 

Deixe seu comentário