Desnível do terreno e complexa fundação desafiam obra de prédio em SP

A Even Construtora e Incorporadora realiza a obra de dois empreendimentos residenciais no bairro Vila Madalena, em São Paulo. Desnível do terreno

O Altto Vila Madalena é um empreendimento de alto-padrão da Even, com 41 pavimentos de dois apartamentos por andar. Ocupando um terreno de 4. 195 m² e com mais de 33 mil m² de área construída, conta com unidades de 433 m², 343 m² e 271 m². Além disso, possui várias áreas de lazer. Desnível do terreno

Desnível do terreno e complexa fundação desafiam obra de prédio em SP

Já o Hub Vila Madalena, empreendimento com unidades compactadas que compartilha a obra com o Altto Vila Madalena, conta com cinco pavimentos que totalizam 72 unidades de studios, que variam de 25 a 30 m².

Rubens Anjos, engenheiro responsável por essas duas obras explica que as condições do terreno dificultaram as execuções.

“O desnível do terreno e todas as cargas do terreno tornaram o desenvolvimento da fundação do empreendimento Altto Vila Madalena complexa. Foi realizada uma cortina pré-moldada com tirantes provisórios para contenção das paredes da garagem, enquanto na fundação da torre foi utilizada uma estaca hélice com diâmetro de 120 cm”, conta.

“Durante a execução das estacas foi encontrada uma camada de limonita com 15 metros de profundidade, sendo que, para romper essa barreira sem prejuízos aos equipamentos de fundação, foram utilizados pré- furos com diâmetro de 60 cm. Apesar da complexidade da operação, foi possível executar toda a contenção e fundação em 60 dias”.

Outro grande desafio foi aprimorar uma metodologia de execução para concreto aparente, pois existem diversos cuidados e detalhes adicionais quando comparado ao concreto convencional. “É uma tendência arquitetônica a utilização de concreto aparente em empreendimentos de médio e alto padrão”, ressalta o engenheiro.

A logística foi uma outra questão no pequeno terreno destinado à obra da torre, que teve se adequar às restrições municipais de um bairro na região central da cidade.

“Além disso, o conceito de logística está intimamente vinculado ao movimento dentro do canteiro, sendo fundamental adequá-la à evolução da obra”, diz.

As ferramentas de gestão foram aprimoradas por meio da implantação da FVS (ficha de verificação de serviços) o que permitiu que praticamente todos os processos fossem inseridos em uma plataforma eletrônica, facilitando a tomada de decisão.

“Manter a qualidade da gestão durante essa transição foi outro desafio para a equipe”, conta ele.

Na Even desde os 18 anos, quando entrou como estagiário, Rubens Anjos, após se formar, teve a oportunidade de atuar em diversas obras em São Paulo, Campinas e Belo Horizonte pela construtora. O engenheiro tem MBA em gestão empresarial, negócios e inteligência de mercado e cursa MBA em negócios imobiliários.

Ambos empreendimentos residenciais devem ser entregues no ano final do ano que vem.

Fonte: Revista OE

Deixe seu comentário