Design biofílico é tendência para 2021

Nas últimas décadas, vimos a construção de locais cada vez mais claustrofóbicos e sem contato com a natureza, especialmente nas grandes metrópoles. O metro quadrado está cada vez mais caro, além disso, o que era para ser prazeroso, como ter a casa própria, virou motivo de querer sair dela, por estarmos tão rodeados de concreto e tão pouco ligados à natureza.

“Biofilia” significa, então, “amor à vida”, por isso o design biofílico nada mais é do que planejar ambientes onde o contato com o verde e a natureza seja uma prioridade. E, contando que vivemos a maior parte do tempo em ambientes fechados, hoje é imprescindível que haja maior contato com o natural, já que, quando escolhemos as tão sonhadas férias, a primeira coisa que costumamos pensar é: “Quero ficar perto da natureza!”. Por que não trazer a natureza para perto de nós?

Essa é uma forma de disrupção com o que vivemos num passado recente, tornando-se tendência para 2021, que trabalha para trazer plantas, flores, aquários, para perto das pessoas, dentro do seu ambiente, seja corporativo, seja pessoal, de forma que se possa relaxar um pouco mais, ou ser mais produtivo, especialmente nesta época de pandemia em que vivemos, e (por que não?) ter mais saúde física e mental. Isso porque o contato com a natureza reduz o estresse, a frequência cardíaca e até a pressão arterial.

No período em que vivemos de coronavírus e incertezas, com o modelo de trabalho home office, cada vez mais as pessoas estão buscando uma forma de estar perto da natureza – por exemplo, as pessoas estão comprando e cuidando de plantas e flores em casa. E esse processo une tudo isso! Ele traz já para o design dos ambientes as flores e plantas que tantas pessoas buscam nos tempos atuais, como uma forma quase terapêutica.

A prática do design biofílico inclui estratégias de projetos adaptados para a necessidade da urbanização. Podemos chamá-lo de “urbanização consciente”, em que se traz o necessário para o bem-estar de cada um, até dentro de casa e do trabalho.

Design biofílico é tendência para 2021Por: Vitor Macaferri Del Santo é CEO na Lumy Incorporadora

Sobre a Lumy

Focada em empreendimentos imobiliários de baixo custo e bom padrão de qualidade, a Lumy surgiu em 2018, vendo o deficit imobiliário crescer a 10% ao ano em São Paulo. Neste ano, se destaca com uma das principais inovações do mercado – a tokenização de um prédio com 120 unidades.

Deixe seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui