Corretor de imóveis veja os cuidados que você deve ter com o seu cartão de visitas

Ao conhecer um cliente que pretende investir em um imóvel, o que você faz para que ele grave as qualidades do seu produto, além de marcar os seus contatos? Entrega um cartão de visitas, é claro! Ele é como um aperto de mão entregue ao consumidor, permitindo que seja possível um contato posterior e, até mesmo, a realização de negócios futuros.

Ele é seu primeiro contato com o cliente, já passando a impressão que sua empresa quer mostrar. Nele devem contar dados básicos, que fazem com que o contato entre vocês seja facilitado. No entanto, às vezes, você pode usar um cartão que não transpareça credibilidade.

Quer um exemplo? Os cartões feitos por conta própria na impressora caseira ou, então, cartões que estejam com dados desatualizados e rasurados.

E não adianta apenas colar a sua etiqueta no folheto de um dos empreendimentos com o qual está trabalhando no momento. No ramo imobiliário, o cartão de visitas é condição obrigatória para um bom trabalho do corretor.

Pensando nisso, siga as dicas abaixo e bons negócios!

Menos é mais

O cartão de visita não é um álbum de figurinhas. Ele deve conter as informações essenciais, que precisam estar dispostas de maneira criativa, mas sem exageros. Assim, o cartão deve conter o logotipo da empresa, seu nome, cargo e dados para contato como telefone, e-mail e site (caso possua).

O cartão não deve conter todos os serviços/produtos que a companhia para a qual trabalha possui. A finalidade do cartão é para contato e não para divulgação da sua marca. Essa outra etapa deve ser feita com folders ou no próprio site.

Cuidado com a tipografia

É importante você mostrar a qualidade do seu trabalho em todos os momentos. Por isso, até mesmo os pequenos detalhes são essenciais. Ao escolher a letra que você vai usar pense nisso. A fonte não deve ter muitos detalhes e precisa ter leitura fácil, para não gerar dúvidas com os seus contatos.

Escolha a imagem certa

Isso não é obrigatório, mas se você quiser, é possível, também, usar uma imagem que complemente o seu cartão de visitas, claro, se isso combinar com o seu layout. Procure por algo que mostre o seu ramo de atuação, fazendo com que a imagem escolhida seja mais uma informação para o seu cliente.

Cuidado com o formato

Hoje em dia está na moda usar cortes e imagens diferentes para os cartões de visita. No entanto, esses elementos podem jogar contra o seu trabalho em certas situações. Incluir uma imagem de uma cidade, por exemplo, por mais que pareça bacana por remeter ao tipo de trabalho que você realiza, acaba deixando o cartão muito poluído.

Além disso, o tamanho do cartão também é essencial. Os cartões muito grandes estão caindo em desuso, sendo que aqueles com tamanho médio têm sido os mais procurados. Isso porque eles são mais práticos, já que têm as dimensões de cartões de crédito, que seguem um padrão internacional. Isso permite que quem o recebe possa guardá-lo em qualquer tipo de carteira ou porta cartões.

Informações atualizadas

Este item é um dos mais importantes. De nada adianta você ter um cartão de visitas se as informações que constarem ali não estiverem atualizadas. Por isso, mudanças de telefones, endereço ou e-mails pedem a troca imediata do cartão. Não rabisque a alteração às pressas no momento da entrega do cartão ou cole uma etiquetinha por cima com os novos dados. É preferível não entregar um cartão caso os dados estejam desatualizados.

Contrate um especialista

Você até pode torcer o nariz achando que não é necessário contratar um designer gráfico para desenhar o layout do seu cartão, mas, acredite, é, sim. Essa é a melhor maneira de ter um bom trabalho em mãos. Lembre-se de que esse é um investimento que vale a pena. E outra coisa: os cartões não devem ser distribuídos de forma aleatória, sendo entregues, apenas, às pessoas com quem você deseja, de fato, ter um relacionamento profissional.

banner_guia

Deixe seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui