Publicitário faz paródia de clipe para vender apartamento

Um publicitário decidiu apostar na criatividade para vender um apartamento em Brasília: por meio de anúncio em vídeo, ele mescla cenas do clipe da música “Chandelier”, da cantora australiana Sia, com uma paródia na qual expõe as características do imóvel. A gravação dura dois minutos e meio e traz Cássio Regal com uma peruca de cabelos brancos e uma cinta cirúrgica, semelhante ao figurino da artista.

O apartamento fica em Águas Claras. A filmagem mostra espaços da casa em meio a “imitações” da coreografia, além de citar detalhes do imóvel: 104 metros quadrados, quatro suítes, projeto de iluminação, mobiliado, duas vagas de garagem e sistema de ar-condicionado em todos os cômodos.

A ideia de fazer o vídeo surgiu há três dias, e desde então o publicitário e a mulher já receberam inúmeras ofertas. “Não lembro em qual ocasião eu estava assistindo a esse clipe. Ele se passa inteiro em um cenário de apartamento. [Pensei]: ‘Vou fazer um anúncio onde a gente filme nosso apartamento, um anúncio irreverente e divertido’.”

A “brincadeira” foi facilitada pelo fato de Regal ser dono de uma produtora. Foram necessárias quatro horas para concluir o projeto e nenhum ensaio. O valor pedido pelo apartamento não foi informado.

Mulher do publicitário, a gestora pública Júlia Regal conta que ficou em dúvida, a princípio, se a ideia valia a pena, mas por fim acabou participando também. “Eu duvidei, porque eu falei, ‘poxa, um negócio tão sério, a venda de um imóvel, ele fazer essa brincadeira toda’.”

O vídeo viralizou. O casal conta que parte das pessoas marca visita apenas para conhecer o publicitário. “Nós tivemos uma proposta que está em fase de negociação. Ainda não deu nada certo, mas espero boas notícias”, diz Júlia.

Veja o Vídeo

Dificuldades

O último balanço do mercado imobiliário é de abril e aponta que as vendas em Brasília caíram quase 15% em relação ao mesmo mês do ano passado. Moradores da cidade contam da dificuldade de fazer as transações. Faixas se espalham pelos canteiros ds ruas, mas encontrar compradores não é fácil.

O comerciante Benivaldo da Silva conta das dificuldades vividas por um vizinho nos últimos meses. “Começou aqui vendendo por R$ 150 mil. Baixou para R$ 130 mil. Hoje já está R$ 80 mil. Consegue vender? Não está conseguindo, mesmo reduzindo”, afirmou o homem.

Fonte: G1

Deixe seu comentário